domingo, julho 14, 2024

Pastoras do Rosário lançam o primeiro álbum ‘Da Nebulosa ao Brilho’

Selo Sesc lança Da Nebulosa ao Brilho, primeiro álbum das Pastoras do Rosário, grupo formado por oito mulheres na Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França, zona leste de São Paulo. O trabalho traz 14 composições inéditas, uma releitura de Carolina Maria de Jesus e participações especiais de Carlos Casemiro, Fabiana Cozza, Izzy Gordon, Lia de Itamaracá, Luedji Luna, Sérgio Pererê e Tita Reis e Jongo de Guaianás
.
Na astronomia, nebulosas são “berços de estrelas”, grandes nuvens formadas por gases e poeiras. Elas dançam no tempo e no espaço, conectando passado, presente e futuro assim como Carla Lopes, Dona Margarida, Lara de Jesus, Majestade Sol, Marlei Madalena, Rainha Neuza, Sandrinha do Rosário e Wilma Ayó, as Pastoras do Rosário, que lançam pelo Selo Sesc seu primeiro disco: Da Nebulosa ao Brilho, no dia 11 de outubro.

O grupo foi formado em 2017 na Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França, na zona leste de São Paulo, construída pela antiga Irmandade do Rosário dos Homens Pretos, descendentes africanos mantidos em regime de escravidão no século XVIII. O espaço, tombado pelo CONDEPHAAT desde 1982, é um patrimônio da luta das culturas populares afro-brasileiras e segue sendo foco de resistência.
.
Transcendendo suas paredes, o grupo se inspirou na tradição das pastoras do samba e agregou a essas rodas a influência de congadas e moçambiques – primeiro com participações especiais, como as feitas com Alessandra Leão (projeto GomaLaca), Emicida, Mateus Aleluia e agora com um disco autoral, Da Nebulosa ao Brilho.

O trabalho tem direção geral e artística de Renato Gama e conta com um repertório musical desenvolvido especialmente para elas, com 14 composições inéditas e uma releitura de Carolina Maria de Jesus, além de participações especiais de Fabiana Cozza, Izzy Gordon, Lia de Itamaracá, Luedji Luna, Carlos Casemiro, Sérgio Pererê e Tita Reis e Jongo de Guaianás
.
Nas letras, mensagens de irmandade, força, resiliência, empoderamento e respeito à ancestralidade, a exemplo dos versos de “Contas do Rosário”, música de Tita Reis com participação da cantora Fabiana Cozza (“Conte comigo irmã / Vamos juntos fazer a conta / Sempre mais fica bonito / Um Rosário de muitas contas”), “Nascedouro”, de Lucia Maria e Renato Gama com participação de Luedji Luna (“Retirar o peso / Desfazer o trauma / Reconhecer o corpo / Afinado com a alma), “Mãe preta”, de Ronaldo Gama com participação de Izzy Gordon (“Mãe preta que mandou dizer / Mãe Preta mandou ensinar / Que o nosso batuque é a força / Caminho pra gente pisar / Pra fortalecer / Pra purificar), “Vedete da favela”, com texto de Carolina Maria de Jesus (“Salve ela, ô / Salve ela / Salve ela / A vedete da favela”) e “Libertador”, de Katatal Felipe e Renato Gama (“Sabe do amor / Que brota em semente / As coisas da gente / Liberta a dor”).

A arte do disco é assinada pelo artista Guinho Nascimento e destaca os adornos, colares e jóias de cada uma, com seu figurino e fundamentos. Mais que isso, as saúda: “O disco tem essa mão do ancestral, essa criança que vai recebendo a semente. Às vezes a gente fala de ancestralidade como um lugar mítico e distante, pouca gente fala de ancestralidade viva e se relaciona com ela. No meu trabalho eu questiono muito como a gente está tratando o nosso ancestral em vida. A gente pára para ouvi-los? Esse é um lugar de retratar, honrar e louvar essas mulheres que têm história, importância e contribuição gigantesca na vida de todos”, aponta ele.
.
Para Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc SP, Da Nebulosa ao Brilho é um marco da jornada artística das Pastoras, cujas vozes, como contas de um rosário, entrelaçam-se com suas próprias raízes ancestrais: “No estúdio, suas canções populares adquirem uma camada de memórias e afetos, tecendo a rica tapeçaria cultural e religiosa da Comunidade da Igreja do Rosário. Este álbum reafirma o compromisso do Sesc São Paulo em valorizar a diversidade, reconhecendo a importância da preservação e transmissão das memórias e tradições afro-brasileiras, inspirando gerações futuras com o brilho de seu legado”.
.
Como clama a escritora Selma Maria no encarte do disco, “Um salve a todas as pretas mulheres do passado e do futuro!”.

revistaprosaversoearte.com - Pastoras do Rosário lançam o primeiro álbum 'Da Nebulosa ao Brilho'
Capa do álbum ‘Da Nebulosa ao Brilho’ • Pastoras do Rosário • Selo Sesc • 2023

DISCO ‘DA NEBULOSA AO BRILHO’ • Pastoras do Rosário • Selo Sesc • 2023
Canções / compositores
1. Libertador (Katatau Felipe e Renato Gama)
2. Contas do Rosário (Tita Reis)
3. Mãe Preta (Ronaldo Gama)
4. Neguinha sim (Renato Gama)
5. Trançado (Tita Reis)
6. Preta vai passear (Renato Gama)
7. Cirandeira (Renato Gama)
8. Lamento (Renato Gama)
9. Mulher um fato (Renato Gama e Ronaldo Gama)
10. Não abra a porta (Jhony Guima, Renato Gama, Ronaldo Gama)
11. Que pano é esse? (Renato Gama)
12. Nascedouro (Lucia Maria e Renato Gama)
13. Constelar (Renato Gama)
14. Com cerveja (Renato Gama)
15. Vedete da favela (Carolina Maria de Jesus)
– ficha técnica –
Pastoras do Rosário (vozes – fx. 1-15) | Léo Carvalho (bateria – fx. 1, 2, 3, 4, 6, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15) | Jhony Guima (percussão – fx. 1, 2, 3, 4, 6, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15; voz – fx. 12) | Sisa Medeiros (percussão – fx. 1, 4, 6, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 15) | Giba Jet (percussão – fx. 1, 4, 6, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 15) | Mozart Silva (percussão – fx. 14) | Renato Gama (violão – fx. 6; percussão – fx. 14) | Mayara Almeida (metais – fx. 1, 9) |  Ronaldo Gama (contrabaixo – fx. 1, 2, 3, 4, 6, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15; violão – fx. 1, 2, 3, 4, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15; cavaquinho – fx. 2, 3, 10, 11, 14, 15) | André Luís (gaita – fx. 4) || Participações especiais: Fabiana Cozza (voz – fx. 2) | Izzy Gordon (voz – fx. 3) | Tita Reis e Jongo de Guaianás (voz – fx. 5) | Sérgio Pererê (voz – fx. 6) | Lia de Itamaracá (voz – fx. 7) | Luedji Luna (voz – fx. 12) | Carlos Casemiro (voz – fx. 13) || Direção geral e artística: Renato Gama | Produção musical: Renato Gama e Ronaldo Gama | A&R: Edu Silva | Produção executiva e mídias: Ligéa de Mateo | Assistente de produção: Gabriela Gummersbach | Arranjos de base: Ronaldo Gama | Arranjos de metais: Mayara Almeida e Renato Gama | Gravação e mixagem: Estúdio Pele Preta entre novembro de 2022 e junho de 2023 | Técnico de gravação: Kauê Gama | Assistente de gravação: Marcelinho Henrique | Gravações adicionais: Gravação de voz de Luedji Luna em “Nascedouro” (faixa 12): Estúdio Ori Music Lab, por Caê Rolfsen, em 2 de junho de 2023 | Mixagem: Ronaldo Gama e Kauê Gama | Masterização: Felipe Tichauer / Red Traxx Mastering | Ilustrações: Guinho Nascimento | Projeto gráfico: Ale Amaral | Foto pastoras: Cassandra Mello | Fotos das obras: Lucas Cruz | Axé: Vera Lucia e Elenice Joaquim | Assessoria de imprensa: Cristiane Batista – Grená – Agência de Criação / Selo Sesc | Selo: Selo Sesc | Formato: CD / digital | Ano: 2023 | Lançamento: 11 de outubro | #* Ouça o álbum: clique aqui
.
👉Para conhecer mais sobre elas, assista o Webdocumentário de dois episódios lançado pelo portal do Sesc Digital em 2022 clicando aqui.
.
SERVIÇO
📍 Sesc Vila Mariana
🗓 14 e 15/10 | Sábado às 21h | Domingo às 18h
🎟 Ingressos disponíveis online. Venda presencial a partir de 4/10, às 17h
O show conta com as participações de Ellen Oléria, Izzy Gordon, Carlos Casemiro, Tita Reis e Jongo de Guaianás, e os ingressos já estão disponíveis para compra online.
.

SOBRE O SELO SESC
Desde 2004 o Selo Sesc traz a público obras que revelam a diversidade e a amplitude da produção artística brasileira, tanto em obras contemporâneas quanto naquelas que repercutem a memória cultural, estabelecendo diálogos entre a inovação e o histórico. Em catálogo, constam álbuns em formatos físico e digital que vão de registros folclóricos às realizações atuais da música de concerto, passando pelas vertentes da música popular e projetos especiais. Entre as obras audiovisuais em DVD, destacam-se a convergência de linguagens e a abordagem de diferentes aspectos da música, da literatura, da dança e das artes visuais. Os títulos estão disponíveis nas principais plataformas de áudio, Sesc Digital e Lojas Sesc.

SOBRE O SESC SÃO PAULO
Com 76 anos de atuação, o Sesc – Serviço Social do Comércio conta com uma rede de 40 unidades operacionais no estado de São Paulo e desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, artes, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. Mais informações, clique aqui..
.
.
Série: Discografia da Música Brasileira / MPB / Música tradicional / Álbum.
Publicado por ©Elfi Kürten Fenske


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES