Perdas e Danos | Damage - direção: Louis Malle (1992)

“Não é possível estar dentro da civilização e fora da arte.”
– Ruy Barbosa, em “Obras completas”. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1942.

Quem é que não gosta de um clássico? Selecionamos 22 dos maiores clássicos da história do cinema que estão na Netflix Brasil para você ganhar tempo na hora de escolher. Que tal?

Bonequinha de luxo
A caçadora de fortunas Holly Golightly se vê cativada pelo aspirante a escritor Paul Varjak, que se mudou para seu edifício às custas de uma rica mulher.

Bonequinha de luxo – direção: Blake Edwards (1961)

Perfume de mulher
Esperando ganhar algum dinheiro durante o feriado de Ação de Graças, um estudante pobre concorda em cuidar de um coronel aposentado, que é cego e muito rabugento.

Perfume de mulher – direção: Martin Brest (1992)

Perdas e Danos
Um oficial do governo se desvia de seu caminho quando conhece uma bela mulher e eles passam a ter um caso, mas ela está noiva do filho do oficial.

Perdas e Danos | Damage – direção: Louis Malle (1992)

Trocando as Bolas
Um mendigo troca de lugar com um rico executivo de investimentos como parte de uma aposta feita pelos ricos e gananciosos irmãos Duke.

Trocando as Bolas – direção: John Landis (1983)

Descalços no Parque (1967)
Ele é um advogado certinho. Ela, uma romântica libertária. Recém-casados, eles vão precisar se adaptar à vida a dois em um minúsculo apartamento em Nova York.

Descalços no Parque (Barefoot in the Park) – direção: Gene Saks (1967) 
Daughters of The Dust (1991)
Em 1902, uma família afro-americana Gullah põe em risco toda a sua cultura ao abandonar a ilha onde morava para começar uma nova vida no continente americano.
Daughters of The Dust – direção: Julie Dash (1991) 
O sol é para todos (1962)

O Sol é Para Todos foi baseado no romance de mesmo nome da escritora Harper Lee que, inclusive, faz sucesso até hoje. Esse é um dos filmes mais premiados do cinema. Tanto livro quanto filme, foram obras que impactaram toda a sociedade.

O sol é para todos – direção: Robert Mulligan (1962)

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)
Amélie encontra uma coleção de brinquedos atrás do rodapé de seu apartamento e se inspira a devolvê-los.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain – direção: Jean-Pierre Jeunet (2001)

Uma linda mulher (1990)
Um empresário milionário contrata uma prostituta de Hollywood e acaba se apaixonando por ela, neste cativante filme.

Uma linda mulher (Pretty Woman) – direção: Garry Marshall (1990)

Era uma vez no Oeste (1968)
Este clássico de Sergio Leone traz Henry Fonda como um pistoleiro contratado pelo dono de um conglomerado ferroviário para matar os opositores do projeto.

Era uma vez no Oeste – direção: Sergio Leone (1968)

A felicidade não se compra (1946)
Quando um anjo da guarda encontra George Bailey desesperado e disposto a pular de uma ponte, ele mostra a George como teria sido sua vida se ele não tivesse nascido.

A felicidade não se compra – direção: Frank Capra (1946)

“A arte é uma espécie de escândalo, um exibicionismo cuja única desculpa é ser praticado entre cegos.”
– Jean Cocteau, in “Le discours d’Oxford‎”. Paris: Gallimard, 1956.

The Daughter of Dawn (1920)
Com elenco exclusivo de índios americanos, este épico do cinema mudo sobre a vida em tribos indígenas narra uma história de romance, combates, caçadas e danças tribais.

The Daughter of Dawn – direção: Norbert A. Myles (1920)

Laços de ternura (1983)
Uma viúva e sua filha dão apoio uma à outra em seus relacionamentos com vários homens ao longo dos anos e lidam com uma comovente tragédia.

Laços de ternura – direção: James L. Brooks (1983)

Clube dos cinco (1985)
O atleta, o nerd, o marginal, a princesa e a maluca rompem as barreiras sociais de um colégio durante o castigo de sábado.

Clube dos cinco – direção: John Hughes (1985)

Tempo de despertar (1990)
Baseado em uma história real, o pesquisador médico Dr. Malcolm Sayer tenta tratar um grupo de pacientes há mais de 30 anos em coma.

Tempo de despertar (Awakenings) – direção: Penny Marshall (1990)

Fuga de Alcatraz (1979)
Em 29 anos, ninguém conseguiu fugir da intransponível penitenciária de Alcatraz, exceto três homens, entre eles Frank Morris, um espertíssimo assaltante de bancos.

Fuga de Alcatraz – direção: Don Siegel (1979)

Scarface (1983)
Um chefão do tráfico da Flórida comete o erro fatal de “abusar de seu próprio suprimento”, nesta refilmagem do diretor Brian de Palma do original de 1932.

Scarface – direção: Brian De Palma (1983)

O poderoso chefão (1972)
Quando um patriarca de uma família do crime organizado sobrevive a um atentado, seu filho mais novo entra em cena para lidar com os supostos assassinos.

O poderoso chefão – direção: Francis Ford Coppola (1972)

Star Wars – Uma Nova Esperança (1977)
Obi-Wan Kenobi guia Luke Skywalker em uma missão para salvar a Princesa Leia das garras de Darth Vader em uma batalha épica entre o bem e o mal.

Star Wars – Uma Nova Esperança – direção: George Lucas (1977)

Uma Janela Para O Amor (1985)
Nesta adaptação do romance de E.M. Forster, Lucy viaja com sua acompanhante para Florença, onde se apaixona pelo filho de um compatriota.

Uma Janela Para O Amor | A Room With A View – direção: James Ivory (1985)

Pulp Fiction – Tempo de violência (1994)
Este clássico da violência estilizada costura as histórias de um assassino apreciador de hambúrgueres, seu parceiro filosófico e um pugilista fracassado.

Pulp Fiction – Tempo de violência – direção: Quentin Tarantino (1994)

Sintonia de Amor (1993)
O destino e um garoto cabeça-dura conspiram para unir um viúvo e uma jornalista infelizes no amor nesta comédia romântica indicada ao Oscar.

Sintonia de Amor (Sleepless in Seattle) – Direção: Nora Ephron (1993)

* Lista acima atualizada em 9.5.2018

“A arte é feita para perturbar, a ciência tranqüiliza.”
– Georges Braque, in “Le jour et la nuit, Cahiers, 1917-1952”. Paris: Gallimard, 1952.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS