sexta-feira, julho 19, 2024

Todos a bordo: relato do século XIX é inspiração aos aventureiros

‘Sozinho ao redor do mundo’. Edipro publica clássico da literatura de viagens escrito por Joshua Slocum em edição com prefácio dos velejadores Lars Grael e Murillo Novaes. Publicada originalmente em 1900, a obra descreve as aventuras do velejador, suas experiências, desafios e a beleza dos lugares que ele visitou durante a jornada.

Apontado como o relato de uma das maiores aventuras da história, Sozinho ao redor do mundo inspirou e ainda inspira os exploradores deste imenso planeta. Escrita por Joshua Slocum, a obra apresenta as memórias do velejador após realizar a primeira circunavegação solitária em um barco a vela no final do século XIX.

Sucesso imediato logo após seu lançamento, em 1900, neste clássico de superação e coragem, o capitão profissional de veleiros descreve a própria façanha de ter sido a primeira pessoa a dar a volta ao mundo sozinha, a bordo do Spray. Uma nova edição deste clássico da literatura de viagens chega no Brasil pelo Grupo Editorial Edipro, e conta com prefácio assinado pelos velejadores Lars Grael e Murillo Novaes.

Sozinho ao redor do mundo trata-se de uma empolgante narrativa de determinação, um brilhante diário, repleto de ilustrações e mapas que vão despertar nos leitores o desejo de ir além e acender a chama aventureira. Joshua Slocum descreve com emoção os perigos de sua jornada, como vendavais e pirataria, e envolve com a descrição de enseadas, cardumes e recifes de corais.

“Joshua Slocum é um ícone, um marco na história da navegação — e, portanto, da própria humanidade. Ele inaugurou uma nova modalidade de desafios oceânicos e também, possivelmente, um novo gênero na literatura de aventura”, descrevem Lars Grael e Murillo Novaes.

A história contada em Sozinho ao redor do mundo começa no ano de 1895, em Boston e termina 46 mil milhas náuticas navegadas depois, julho de 1898, em Newport, Rhode Island. Durante sua excursão pelos mares, Joshua Slocum passou pela Brasil e expressa na obra também as impressões sobre as terras brasileiras e o povo do país.

Durante essas visitas ao Brasil, eu havia conhecido o doutor Pereira, proprietário e editor do Jornal do Commercio, e, pouco depois de atracar seguramente o Spray à distância de um mastaréu, o doutor, que era um grande entusiasta do iatismo, veio me visitar e me levou, através da lagoa, até sua casa de campo. A chegada à sua mansão pela água foi escoltada por sua armada, uma frota de barcos que incluía um sampan chinês, um
pram norueguês e um dóri Cape Ann, este último resgatado do Destroyer. O doutor me ofereceu muitos jantares de boa comida brasileira, a fim de que eu, como ele disse, “partisse gordo” para a viagem; mas ele acabou percebendo que, na melhor das hipóteses, eu engordava lentamente.
(Sozinho ao redor do mundo, p. 66)

Além de ser uma história contada pelo primeiro circunavegador solitário da história, Sozinho ao redor do mundo é uma daquelas leituras para concluir sem interrupções, uma narrativa que irá despertar a vontade de também cruzar o mundo. Aos amantes de viagens e dos mares, Slocum faz um convite ao descrever o mar, as ondas e todas as culturas e lugares que conheceu ao redor do globo.

revistaprosaversoearte.com - Todos a bordo: relato do século XIX é inspiração aos aventureirosFicha técnica:
Título:
 Sozinho ao redor do mundo
Autor: Joshua Slocum
Tradução: Alexandre Barbosa de Souza
Prefácio: Lars Grael e Murillo Novaes
Editora: Edipro
ISBN: 9786556601113
Páginas:  240
Formato:  14cm x 21cm
Ano/lançamento: 2023
Preço:  R$ 69,00

Sobre o autor: Joshua Slocum foi um marinheiro experiente. Nascido no Canadá, se estabeleceu em São Francisco aos 25 anos adotando a cidadania estadunidense. Aos 12 anos iniciou sua carreira como aprendiz de marinheiro em embarcações de pescadores na Nova Escócia, Canadá. Já aos 16 anos partiu para a Inglaterra e passou a trabalhar no transporte carvão e de cereais para os Estados Unidos até se tornar chefe de tripulação. Esteve no Brasil em 1887 quando sua embarcação naufragou na costa do Paraná. Retornaria ao país em 1909 para uma navegação pela Amazônia, quando acabou desaparecendo no Rio Orinoco.
.
Sobre a editora: O Grupo Editorial Edipro tem como propósito, desde 1977, publicar obras que ajudem na evolução do leitor. Edipro é formação, inspiração e entretenimento. Ao longo dos anos, são mais de 500 títulos publicados nas principais áreas do saber e novos selos foram criados, como Caminho Suave e Mantra.
Acompanhe o perfil da editora no Instagram: @editoraedipro

 


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES