Uma série de explosões solares e ejeções de massa coronal do Sol estão criando auroras deslumbrantes em todo o mundo após uma rara tempestade solar.
.
A última vez que um fenômeno desta magnitude atingiu a Terra foi em outubro de 2003, de acordo com o Centro de Previsão do Clima Espacial da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional.
.
O aumento da atividade solar causa auroras que aparecem em torno dos polos da Terra, conhecidas como luzes do norte, ou aurora boreal, e luzes do sul, ou aurora austral.
.
Quando as partículas energizadas das ejeções de massa coronal atingem o campo magnético da Terra, elas interagem com os gases da atmosfera para criar luzes coloridas diferentes no céu.
.
Mesmo que as auroras não pareçam visíveis, as fotos do céu noturno podem capturar cores que você não consegue ver a olho nu.

revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
Aurora polar vista a partir da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia – Foto: Sanka Vidanagama/AFP
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
A rara tempestade solar também teve seus efeitos na Europa; o céu ficou em um tom de roxo na Holanda
Foto: Nicolas Economou/NurPhoto via Getty Images

Os efeitos na Terra
Embora nem todas as tempestades solares causem grandes impactos, aquelas consideradas intensas podem afetar as operações de comunicação, como:

  • Danos a satélites: Essas mudanças podem afetar os satélites e outras naves espaciais em órbita, alterando sua orientação ou potencialmente desativando seus componentes eletrônicos;
  • Transmissões de rádio: As alterações na ionosfera podem bloquear ou degradar as transmissões de rádio que tentam passar pela atmosfera para chegar aos satélites. Além disso, também podem impedir que transmissões de rádio sejam refletidas com sucesso na ionosfera.
  • Rede elétrica: O clima espacial severo pode comprometer as redes elétricas, causando “problemas generalizados de controle de tensão”, sistemas de proteção também podem desarmar por engano ativos importantes da rede elétrica.
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
A aurora vista de Santa Cruz, na Argentina – Reprodução X
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
Aurora boreal vista no Museu Nacional de Edimburgo, na Escócia – Foto: Jacob Anderson / AFP
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
Christchurch, na Nova Zelândia — Foto: Sanka Vidanagama / AFP
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
White River no lado sudeste do Monte Hood, Oregon, nos Estados Unidos – Foto: Gary Randall
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
As luzes do norte brilham no céu noturno acima de Molenviergang em Aarlanderveen, na Holanda – Foto: Josh Walet/EPA-EFE/Shutterstock
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
Aurora boreal vista em Minessota, nos Estados Unidos – Foto: Reprodução @Gopher_Marc/X
revistaprosaversoearte.com - Tempestade solar extrema causa auroras boreais espetaculares
Aurora austral vista no Ushuaia, na Argentina – Foto: Reprodução/GaboAir/X

Com informações da CNN Brasil







Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar