Woman-in-red-nature

Nota: O texto “Quando Me Amei de Verdade” vem sendo difundido erroneamente na web e redes sociais como sendo um “poema” de Charles Chaplin. NÃO é de Chaplin. A autora é *Kim McMillen e o texto está presente no livro “Quando me amei de verdade”, de Kim McMillen & Alison McMillen, com tradução de Iva Sofia Gonçalves Lima, editado pela editora Sextante (2003). 

Abaixo o texto incluindo as respectivas páginas onde cada excerto se encontra no livro.

Ajude a combater falsas autorias na rede, respeite o autor. Boa Leitura!

Quando me amei de verdade – de Kim McMillen

pude compreender
que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo, na hora certa.
Então pude relaxar.
p.10

*

Quando me amei de verdade
pude perceber que o sofrimento
emocional é um sinal de que estou indo
contra a minha verdade.
p.18

*

Quando me amei de verdade
parei de desejar que a minha vida
fosse diferente e comecei a ver
que tudo o que acontece contribui
para o meu crescimento.
p. 30

*

Quando me amei de verdade
comecei a perceber como
é ofensivo tentar forçar
alguma coisa ou alguém
que ainda não está preparado.
– inclusive eu mesma.
p.37

*

Quando me amei de verdade
comecei a me livrar de tudo
que não fosse saudável.
Isso quer dizer: pessoas, tarefas,
crenças e – qualquer coisa que
me pusesse pra baixo.
Minha razão chamou isso de egoísmo.
Mas hoje eu sei que é amor-próprio.
p. 45

*

Quando me amei de verdade
deixei de temer meu tempo livre
e desisti de fazer planos.
Hoje faço o que acho certo
e no meu próprio ritmo.
Como isso é bom!
p. 65

Quando me amei de verdade
desisti de querer ter sempre razão,
e com isso errei muito menos vezes.
p. 77

*

Quando me amei de verdade
desisti de ficar revivendo o passado
e de me preocupar com o futuro.
Isso me mantém no presente,
que é onde a vida acontece.
p. 83

*

Quando me amei de verdade
percebi que a minha mente
pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando eu a coloco
a serviço do meu coração,
ela se torna uma grande e valiosa aliada.
p. 84
.
– Kim McMillen & Alison McMillen, do livro “Quando me amei de verdade”. [tradução Iva Sofia Gonçalves Lima]. Rio de Janeiro: Sextante, 2003.

*Kim McMillen morreu aos 52 anos, pouco depois de escrever “Quando me Amei de Verdade”. Sua filha, Alison, resolveu prestar uma última homenagem à mãe divulgando seus escritos para o maior número possível de pessoas. (Fonte editora Sextante)

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS