domingo, julho 14, 2024

Luísa Lacerda lança o seu segundo álbum solo ‘O Canto e a Asa’

Natural do Rio de Janeiro, a violonista e cantora Luísa Lacerda tem conquistado público Brasil afora apresentando canções de uma nova safra de compositores e compositoras do país. Sua discografia e registros em plataformas digitais confirmam esse compromisso através de um repertório que aponta caminhos e abre espaços para a renovação da música brasileira.

Em parcerias, Luísa gravou os álbuns “Meia Volta”, com o compositor e violonista Miguel Rabello (2017), “Beira do mundo”, com a violoncelista Maria Clara Valle (2019), “Cantiga do Breu”, com o compositor e violonista Renato Frazão (2019) e “Nó” (2020), com o compositor e violonista Giovanni Iasi (2020). No ano 2021, a artista deu início à gravação de seu primeiro projeto solo voz e violão, no qual, num só tempo, busca destacar suas performances de cantora e instrumentista, o EP “Zigue Zague”.

A artista apresenta, agora, o seu segundo álbum solo, O Canto e a Asa, no qual canções de compositores(as) pouco conhecidos(as) do grande público foram gravadas, tendo como fio condutor a voz e o violão de Luísa, enriquecidas com a participação de diversos musicistas que fizeram parte de sua trajetória musical. Assim, lá estão o violoncelo de Maria Clara Valle, as vozes de Ilessi, Renato Frazão e Miguel Rabello, os violões de Carlos Chaves e Lucas Gralato, a sanfona de Edu Guimarães, a bateria e a percussão de Diego Zangado, o piano de Diogo Rebel, e as guitarras, baixo e efeitos de Elísio Freitas. Este último também responsável, juntamente com Luísa, pela produção musical do álbum. Com um total de 9 faixas, sendo algumas inéditas, “O Canto e a Asa” celebra os 10 anos de estrada da violonista e o reencontro com seus parceiros(as) musicais, que estiveram afastados por conta da necessidade de isolamento social durante a pandemia.

revistaprosaversoearte.com - Luísa Lacerda lança o seu segundo álbum solo 'O Canto e a Asa'
Capa do álbum ‘O Canto e a Asa’ • Luísa Lacerda • Selo Independente / distribuição ONErpm • 2024

DISCO ‘O CANTO E A ASA’Luísa Lacerda • Selo Independente/distribuição ONErpm • 2024
Canções / compositores
1. Do alto da Macambira (Carlos Chaves e André Lacerda) | Participação especial Carlos Chaves
2. Lenga lenga (Ian Faquini e Rogério Santos) | Participação especial Lucas Gralato
3. Uirapuru, o canto e a asa (Ian Faquini e Rogério Santos) | Participação especial Maria Clara Valle
4. Enigma (Ilessi e Bernardo Diniz) | Participação especial Ilessi
5. Xangô (Miguel Rabello e Paulo César Pinheiro) | Participação especial Miguel Rabello e Diego Zangado
6. Carapuça (Hugo Kauã e Edu Kneip) | Participação especial Edu Guimarães
7. Dentro de ti (Thiago Thiago de Mello e Tuca Zamagna) | Participação especial Diogo Rebel
8. Grande (Tuini e Thiago Thiago de Mello)
9. Música parada (Ítalo Soeiro e Renato Frazão) | Participação especial Renato Frazão
– ficha técnica –
Luísa Lacerda (voz e violão – fx. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9) | Elíseo Freitas (baixo – fx. 1, 4, 5, 7, 9; guitarra – fx. 4, 9; efeitos – fx. 7, 9; viola caipira – fx. 7) | Participação especialCarlos Chaves (violão – fx. 1) | Lucas Gralato (violão – fx. 2) | Maria Clara Valle (violoncelo – fx. 3) | Ilessi (voz – fx. 4) | Miguel Rabello (voz – fx. 5) | Diego Zangado (bateria e percussão – fx. 5) | Edu Guimarães (acordeon – fx. 6) | Diogo Rebel (piano – fx. 7) | Renato Frazão (voz – fx. 9) || Arranjos: Luísa Lacerda e Carlos Chaves (fx. 1) | Luísa Lacerda, Ian Faquini e Lucas Gralato (fx. 2) | Luísa Lacerda e Maria Clara Valle (fx. 3) | Luísa Lacerda, Elíseo Freitas e Ilessi (fx. 4) | Luísa Lacerda, Miguel Rabello e Diego Zangado (fx. 5) | Luísa Lacerda, Hugo Kauã e Edu Guimarães (fx. 6) | Luísa Lacerda, Thiago Thiago de Mello e Diogo Rebel (fx. 7) | Luísa Lacerda, Thiago Thiago de Mello e Elíseo Freitas (fx. 8) | Luísa Lacerda e Elíseo Freitas (fx. 9) || Gravação, mixagem e produção musical: Elísio Freitas | Gravação de piano e percussão: João Ferraz | Masterização: Bruno Giorgi | Design da capa e encarte: Amanda Parmegiani | Bordado da capa: Luísa Lacerda (@borda.do.ceu) Fotos divulgação: Júlio Andrade | Selo: Independente | Distribuição digital: ONErpm | Formato: CD digital | Ano: 2024 | Lançamento: 1 de março | ♪Ouça o álbum: clique aqui.
.
>> Siga: @luisalacerda_ | Linkbio

revistaprosaversoearte.com - Luísa Lacerda lança o seu segundo álbum solo 'O Canto e a Asa'
Luísa Lacerda – foto © Júlio Andrade

LUÍSA LACERDA – BREVE BIOGRAFIA
Formada em violão erudito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luísa Lacerda é considerada um expoente da nova geração da MPB. A artista atua na produção de seus próprios espetáculos, disseminando um trabalho inovador, com destaque para a divulgação de canções de novo(a)s compositore(a)s.
.
Foi selecionada para apresentação de shows, por Editais públicos, como os do Centro Cultural Justiça Federal (CCJF), BNDES, Correios Niterói, Prefeitura Municipal de Niterói, Federação de Teatro Associativo do Estado do Rio de Janeiro (FETAERJ), SESI-PR, FUNARJ, Retomada Cultural RJ-2, SESC-RJ e Ibermúsica. Participou de grandes eventos, como o Rio Santos Bossa Festival, o XXX Festival Internacional de Música do Pará, o SIM-São Paulo, o Corredor Cultural de Juiz de Fora, o Festival de Inverno de Nova Friburgo, Festival de Inverno de Garanhuns e os Festivais internacionais Hola Rio!, La Hispanoamericana e Lyric and Spirit.

Seus shows, apresentados em várias cidades do Brasil, em Portugal, Angola, Espanha, Alemanha e EUA alternam-se quanto ao formato, sendo alguns mais intimistas, com voz e violão, e outros na companhia de instrumentistas do porte de Pedro Franco, Diego Zangado, Maria Clara Valle e do grupo Quarteto Geral. Já dividiu o palco com artistas como Guinga, MPB-4, Cristovão Bastos, Cláudio Nucci, Renato Braz, Áurea Martins, Paula Santoro, Ilessi, Mariana Baltar, Marcelo Pretto, o grupo português Senza, Edu Guimarães, Varijasree Venugopal, Lenna Bahule, e o sambista Sombrinha.
.
Na televisão, participou do Programa Sr. Brasil, com Rolando Boldrin, TV Cultura (2017) e dos Programas “Cena Musical”, com o Show Ponteando (2018); “Sem Censura” e “Todas as Bossas”, divulgando e apresentando o Show “Cantos Cores” (2018 e 2019) e do Programa “Ao vivo entre amigos”, divulgando o Álbum “Beira do Mundo” (2020), na TV Brasil.

Gravou, em 2017, seu primeiro CD, o “Meia Volta”, em parceria com o compositor Miguel Rabello, pela Acari Records, com direção musical do maestro Cristovão Bastos. Em 2019 lançou mais dois álbuns: “Cantiga do Breu”, com o compositor Renato Frazão e “Beira do mundo”, em parceria com a violoncelista Maria Clara Valle. O CD intitulado “Nó”, com canções do violonista paulista Giovanni Iasi, foi lançado em 2020. Em 2021 o seu trabalho solo, “Zigue-Zague”, realizado de maneira independente, ganhou as plataformas digitais.
.
No Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), com o compositor Guinga e o saxofonista Zé Nogueira, participou do Projeto “Guinga e as Vozes femininas” (2020). Em 2024, Luísa foi convidada novamente por Guinga para dividirem um show na Casa De Francisca (São Paulo). Confira o depoimento de Guinga sobre a cantora clicando AQUI.
.
No período de isolamento social, Luísa foi contemplada pelo Edital Prêmio Funarte 2020, Prêmio Piraí Excelência Cultural 2020 e Prêmio FUNARJ Clipes Musicais 2021. Apresentou o show do EP “Zigue Zague” no formato online pelo SESC São Paulo (“SESC em Casa”) e no Festival de Inverno de Petrópolis (2021). Em 2022, “Zigue Zague” tem sua estreia ao vivo no Festival de Inverno de Garanhuns e depois em cinco cidades do Estado do Rio de Janeiro, pelo edital Retomada Cultural 2, com apoio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro.
.
Em 2023, “Zigue Zague” foi apresentado no SESC Pompéia (São Paulo) e em quatro unidades do SESC no Estado do Rio pelo edital “SESC Pulsar”. Em junho deste mesmo ano, Luísa gravou, em dueto com Edu Lobo, no estúdio da Biscoito Fino, a faixa “O Dono do Lugar”, do Álbum “Cacaso 80 anos”, uma homenagem ao compositor Cacaso. Em agosto, participou do show MPB4 Canta Milton, no Teatro da UFF.

Em setembro de 2023, a cantora deu início à uma série de shows internacionais: com o Quarteto Geral, nos Festivais HOLA RIO! e La Hispanoamericana, ambos em Madrid; com Varijasree Venugopal (Índia) e Lenna Bahule (Moçambique), no Festival Lyric and Spirit, numa turnê por oito cidades da Costa Oeste do Estados Unidos, incluindo quatro cidades no Alaska; com Maria Clara Valle e Diego Zangado, pelo edital Ibermusica 2023, com quatro apresentações em Portugal e em três cidades da Alemanha. O mesmo trio iniciou os trabalhos do ano de 2024 com três concertos na cidade de Luanda (Angola, África).
.
LUÍSA LACERDA – DISCOGRAFIA
:: “MEIA VOLTA” (2017) – com Miguel Rabello
:: “CANTIGA DO BREU” (2019) com Renato Frazão
:: “BEIRA DO MUNDO” (2019) com Maria Clara Valle
:: “NÓ” (2020) com Giovanni Iasi
:: “ZIGUE ZAGUE” (2021)
.
.
.
.
Série: Discografia da Música Brasileira / Canção / Jazz / MPB / Álbum.
* Publicado por ©Elfi Kürten Fenske

.

 

 

.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES