quarta-feira, junho 19, 2024

Brazú Quintê lança ‘Divinare’, segundo álbum do grupo

BRAZÚ QUINTÊ lança DIVINARE. Segundo álbum do grupo que coloca a guitarra no contexto da música camerística. chega às plataformas digitais em 8 de dezembro

Uma alusão ao poema “Os Sabiás Divinam” de Manoel de Barros. Assim é Divinare, segundo álbum do grupo Brazú Quintê, que será lançado nas plataformas digitais em 8 de dezembro. O grupo, pela segunda vez, traz a guitarra elétrica para o universo camerístico, uma formação pouco utilizada, e reúne composições autorais e de compositores da atualidade como Breno Ruiz, Vanessa Moreno, Andréa dos Guimarães e Gaia Wilmer.

A ideia desse segundo álbum começou em 2019, quando o grupo convidou a saxofonista, compositora e arranjadora Gaia Wilmer e a cantora e compositora Andréa dos Guimarães para escreverem para esse trabalho. Também pensaram nas participações especiais da cantora e compositora Vanessa Moreno e do compositor, cantor e pianista Breno Ruiz. No entanto, com a pandemia, o projeto teve um atraso de três anos e somente em 2023 é que se concretizou no estúdio.
.
O Divinare não é um álbum conceitual, onde as músicas partem de uma ideia e que conversam entre si, é mais parecido com um mosaico que forma a identidade do Brazú Quintê e isso se torna a principal característica. Uma atmosfera particular em cada uma delas, uma pluralidade que dialoga com o mundo atual, onde se interage com a cultura global, com referências de todos os cantos.

O repertório é formado por Aromas do Sul (Fábio Leal), Bons Ventos (Mariana Rodrigues), Caxinguelê (Breno Ruiz e Paulo César Pinheiro), faixas que foram lançadas como single, e as inéditas Divinare (Fábio Leal), Fragmentos (Gaia Wilmer), O Girassol de Maria (Andrea dos Guimarães), Prelúdio (Mariana Rodrigues) Sálvias I, II e III (Fábio Leal) e Serena do Olhar (Vanessa Moreno).
.
O grupo é formado por Fábio Leal (arranjador, compositor e guitarrista), Mariana Rodrigues (compositora e pianista), Letícia Andrade (violinista), Thiago Faria (violoncelista) e Ariane Rodrigues (flautista). Brazú Quintê nasceu da ideia de unir a guitarra elétrica no contexto de música de câmara, através de repertório autoral e também de compositores(as) da atualidade, considerando a diversidade da música brasileira como Almir Sater, Lô Borges, Tião Carreiro e Milton Nascimento estão no seu repertório com arranjos inéditos. Em 2018, o quinteto fez a estreia com o disco Brazú Quintê.

revistaprosaversoearte.com - Brazú Quintê lança 'Divinare', segundo álbum do grupo
Capa do álbum ‘Divinare’ • Brazú Quintê • Selo Azul Music • 2023

DISCO ‘DIVINARE’ • Brazú Quintê • Selo Azul Music • 2023
Canções / compositores
1. Divinare (Fábio Leal)
2. Caxinguelê (Breno Ruiz e Paulo César Pinheiro)
3. Fragmentos (Gaia Wilmer)
4. O girassol de Maria (Andrea dos Guimarães)
5. Prelúdio (Mariana Rodrigues)
6. Bons ventos (Mariana Rodrigues)
7. Aromas do sul (Fábio Leal)
8. Sálvias I II e III (Fábio Leal)
9. Serena do olhar (Vanessa Moreno)
– ficha técnica –
Brazú QuintêFábio Leal (guitarra) | Mariana Rodrigues (piano) | Letícia Andrade (violino) | Thiago Faria (violoncelo) | Ariane Rodrigues (flauta) || Participações especiais: Breno Ruiz (voz – fx. 2) | Vanessa Moreno (voz – fx. 9) | Arranjos: Fábio Leal (fx. 2, 5, 6 e 7) | Gravado em janeiro de 2023, no Estúdio Arsis por Adonias Júnior | Mixagem: Thiago Monteiro | Masterização: Homero Lotito | Fotos: José de Holanda | Assessoria de imprensa: Débora Venturini | SeloAzul Music | Formato: CD / Digital | Ano: 2023 | Lançamento: 8 de dezembro | #* Ouça o álbum: clique aqui

.
> Brazú Quintê na redeInstagram | Youtube | Facebook.
.
.
Série: Discografia da Música Brasileira / canção / Álbum.
Publicado por ©Elfi Kürten Fenske


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES