Meyot não se limita a rótulos, e em seu novo single, “Fina Solidão”, a banda explora seu lado experimental para narrar o isolamento. A faixa faz parte do álbum “Sopa Primordial”, um trabalho plural que irá expandir os limites da musicalidade de Meyot. O lançamento será do selo Eu Te Amo Records.

“‘Fina Solidão’ fala de uma sensação de medo que nos guia a um exílio auto-imposto como forma de proteção. Não é uma solidão física, como uma pessoa deprimida deitada em seu quarto. É o medo de encarar a passagem do tempo sendo o que se é, e por isso, diluir a sua vivência no outro, afastando-se de si mesmo. É o sentir-se só por não estar mais na própria companhia”, reflete Arthur Montenegro

A Meyot, que além de Montenegro é também formada por Giuliam Uchima, é conhecida por sua tendência a desafiar convenções musicais, incorporando influências que vão desde a MPB dos anos 1970 até o post-rock do século 21, passando pelo rock progressivo, jazz e música eletrônica. Essa abordagem diversificada se reflete claramente em “Fina Solidão”, onde a banda tece uma tapeçaria musical complexa que desafia as expectativas convencionais.

A canção, composta por Arthur Montenegro, Giuliam Uchima e Lucas Berredo, explora temas de não-pertencimento e dúvidas em relação ao futuro, sentimentos que se tornaram especialmente relevantes durante a pandemia. Ela captura a essência de um eu-lírico cético diante das incertezas da vida.

O processo de criação de “Fina Solidão” começou de forma convencional, com voz e violão, mas rapidamente evoluiu para incorporar elementos como piano, bateria e baixo. Essa abordagem experimental resultou em uma narrativa musical envolvente que evoca uma sensação de cinema, uma característica marcante da Meyot.

A Meyot tem sido uma força inovadora no cenário musical independente, mesclando elementos psicodélicos, progressivos e melódicos em sua música. Com o lançamento de “Fina Solidão” e do recente single “No Túnel”, a banda continua a explorar novos caminhos musicais, consolidando sua posição como uma das vozes mais interessantes do novo rock brasileiro.

O grupo ganhou reconhecimento com seu EP de estreia, “Meiote” (2018). Em 2020, lançou o mini-EP “Anchorage/Vento Seco”, que introduziu novos elementos musicais, incluindo piano e metais, expandindo ainda mais sua sonoridade. Recentemente eles anunciaram o novo trabalho com o single No Túnel.

Agora, o álbum completo, “Sopa Primordial”, promete ser uma jornada sonora única e representa um marco importante na trajetória criativa da banda. Até lá, é possível conferir os dois singles já lançados.

revistaprosaversoearte.com - Banda Meyot lança single 'Fina Solidão'
Capa do single ‘Fina Solidão’ • Banda Meyot • Selo Eu Te Amo Records • 2023

SINGLE ‘FINA SOLIDÃO’ • Banda Meyot • Selo Eu Te Amo Records • 2023
Música / compositor
:: Fina solidão, de Arthur Montenegro, Giuliam Uchima e Lucas Berredo
– ficha técnica –
Arthur Montenegro (voz e guitarra) | Giuliam Uchima (baixo, violão e sintetizadores) | Lucas Berredo (guitarra, piano, sintetizadores) | Luca Acquaviva (bateria) | Produção musical: Gabriel Assad | Mixagem: Thiago Baggio | Masterização: Arthur Joly | Direção de arte: Claudio Junior e Diogo Rodrigues | Fotos: Dieson Morais | Beleza: Diego Henrique | Simbologia: Breno Bitencourt | Escultura: Marcelo Onuki Maffei | Comunicação: Evelyn Nogueira | Assessoria de imprensa: Daniel Pandeló Corrêa / Build Up Media | Selo: Eu Te Amo Records | Distribuição: Ingrooves Brasil | Formato: Single digital | Ano: 2023 | Lançamento: 22 de setembro | #* Ouça o single: clique aqui .
.
>> Banda Meyot na rede: Instagram | Facebook | Youtube
.
Série: Discografia da Música Brasileira /  Canção / Rock / Single.
* Publicado por ©Elfi Kürten Fenske







Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar