terça-feira, junho 18, 2024

‘Sonho impossível’ na belíssima voz de Maria Bethânia

“Tenho uma espécie de dever de sonhar sempre, pois, não sendo mais, nem querendo ser mais, que um espectador de mim mesmo, tenho que ter o melhor espetáculo que posso. Assim me construo a ouro e sedas, em salas supostas, palco falso, cenário antigo, sonho criado entre jogos de luzes brandas e músicas — visíveis.”
– Bernardo Soares (Fernando Pessoa), do “Livro do Desassossego”. Lisboa: Tinta da China, 2014.

Maria Bethânia recita o trecho acima na introdução à música “Sonho impossível” (versão) de Chico Buarque e Ruy Guerra, para música ‘The impossible dream” de Joe Darion e Mitch Leigh

“Sonho impossível”

Sonhar
Mais um sonho impossível
Lutar
Quando é fácil ceder
Vencer o inimigo invencível
Negar quando a regra é vender
Sofrer a torutura implacável
Romper a incabível prisão
Voar num limite improvável
Tocar o inacessível chão
É minha lei, é minha questão
Virar esse mundo
Cravar esse chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz
E amanhã, se esse chão que eu beijei
For meul eito e perdão
Vou saber que valeu delirar
E morrer de paixão
E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão

– Composição (versão*) de Chico Buarque e Ruy Guerra (1972), para a música/composição ‘The impossible dream” de Joe Darion e Mitch Leigh

* Esboço datilografado da letra da canção: “Sonho impossível”, versão de Chico e Ruy Guerra da canção norte-americana “The impossible dream”, de Joe Darion e Mitch Leigh. A canção faz parte da trilha sonora do espetáculo “O homem de la mancha”, versão de Paulo Pontes e Flavio Rangel para o musical da Broadway “Man of la mancha”, de Dale Wasserman. Foi composta em 1972, mas só foi gravada e lançada em 1975, no disco “Chico Buarque e Maria Bethânia Ao Vivo”, na voz de Maria Bethânia, que consagrou a canção.

Mais sobre e com Fernando Pessoa:
Fernando Pessoa – o poeta de múltiplos eus
Fernando Pessoa (poemas e textos)

Mais Maria Bethânia:
Maria Bethânia (interpretações poesia e música)


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES