laptop-madeira

Laptop ecológico de madeira pode ser recarregado com energia solar. Desenvolvido para democratizar o acesso à tecnologia para estudantes peruanos, o WAWA Laptop é sustentável e durável

As mudanças da tecnologia são cada vez mais frequentes, seja com atualizações de sistemas, novos dispositivos ou funcionalidades criadas a todo momento. Esta realidade, tão comum para quem vive em grandes cidades, não é percebida em locais mais distantes, seja pelo custo mais elevado ou pela falta de estrutura. Para tentar resolver esse problema, um grupo de peruanos desenvolveu um notebook ecológico, feito de madeira, carregado com luz solar, e que pode ser usado por até quinze anos.

Denominado WAWA Laptop, o dispositivo apresenta baixo custo e boa durabilidade, buscando democratizar o acesso à tecnologia para estudantes peruanos.

Em 2015, o grupo criou a empresa Wawa Laptop, com o objetivo de levar recursos tecnológicos para crianças e escolas de diversas regiões dos Andes e da Amazônia peruana. O primeiro protótipo do grupo, um desktop de baixo custo, foi testado em algumas regiões do Peru, mas o resultado não foi tão satisfatório, pois “enquanto as crianças estavam felizes em ter um computador, vimos que tudo estava se diluindo muito rapidamente. Então pensamos que tínhamos que dar outra coisa a elas”, conforme disse o gerente de tecnologia da empresa, Javier Carrasco, em entrevista à agência de notícias espanhola EFE.

Então a equipe passou a desenvolver o Wawa Laptop 2.0, produzido em MDF e facilmente desmontável. A ideia do novo notebook é que os usuários possam atualizar as peças facilmente. O software baseado no sistema operacional Linux também garante mais liberdade de criação e desenvolvimento, e o carregamento por energia solar possibilita o uso em regiões que contam com redes de energia elétrica. A Wawa, nome que pode ser traduzido para “criança” no idioma quíchua, comercializa o produto para ONGs peruanas por 799 sóis, aproximadamente R$ 656.

Carrasco diz que o desejo da empresa é que os jovens “possam criar através do Wawa laptop, que possam realizar todas as atualizações do produto”, e que “a ideia é que o aluno do terceiro ou quarto ano do ensino fundamental possa ter esse laptop. Que entre no ensino médio com o Wawa laptop 3.0 ou 4.0, e já na universidade o mantenha simplesmente fazendo o upgrade”. O preço estipulado para as melhorias corresponde a aproximadamente 20% do valor total do notebook, uma quantia razoável para tecnologias do tipo.

Saiba mais sobre o projeto: WAWA Laptop

* Com informações de traduzca

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS





Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar