terça-feira, junho 18, 2024

‘O Vento Espalha Minha Voz Originária’, livro da escritora indígena Eliane Potiguara

Eliane Potiguara acaba de lançar “O vento espalha minha voz originária”, pela Grumin Edições, com capa do artista plástico indígena Jaider Esbell. Leia este livro, ele é um totem para hoje e sempre contribuirá para a mentalidade brasileira. E povos indígenas agradecerão.
.
Eliane Potiguara, considerada a primeira escritora indígena do Brasil, recebeu em dezembro de 2021 o título de doutora “honoris causa”, do Conselho Universitário (Consuni), órgão máximo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Eliane Potiguara também é Embaixadora Universal da Paz em Genebra (Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix – Genebra – Suíça). Eliane teve seu nome indicado após a reunião do Círculo Universal dos Embaixador da Paz, entidade ligada a ONU (Organização das Nações Unidas) para trabalhar a favor da paz no mundo.
.
Escritora que corre mundo e escreve os caminhos e descaminhos da vida: Profª Eliane Potiguara é escritora, poeta, ativista, professora, empreendedora social de origem étnica potiguara de seus avós, migrantes nordestinos. É formada em Letras e Educação pela UFRJ e extensão em Educação e Meio ambiente pela UFOP. É contadora de histórias. Nasceu em 29/09/1950 na cidade do Rio de Janeiro. Recebeu o título de Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural do Brasil pelo Ministério da Cultura entregue em mãos pela Presidência da República. Fellow da organização internacional Ashoka (empreendedores sociais), fundadora do GRUMIN (Grupo Mulher – Educação Indígena) e Enlace Continental de Mujeres indígenas e Embaixadora da Paz pelo Círculo de Escritores da França. Participou da elaboração da Declaração Universal dos Povos Indígenas/ONU por 6 anos nas sessões em Genebra. Possui 7 livros publicados. Teve seus textos publicados em diversos sites, antologias e e-books nacional e internacional. Premiada pelo Pen Club da Inglaterra e Fundo Livre de Expressão (USA). Clique aqui para saber mais sobre Eliane Potiguara.

Eliane Potiguara mora atualmente em Jaconé, Saquarema/RJ, para onde levou parte de sua família: a filha do meio Tajira, com o genro Wellington e a neta Taiane, além do caçula Poti. Com oito livros publicados, Eliane acaba de lançar “O vento espalha minha voz originária”, pela Grumin Edições, com capa do artista plástico indígena Jaider Esbell e contracapa com textos assinados pela filósofa Djamila Ribeiro e pela premiadíssima poeta, e também moradora de Saquarema, Roseana Murray.
.
A arte é uma divindade que se manifesta na alma humana. A ancestralidade acessa várias formas de existência e de se apresentar ao mundo. Ela nutre a vida e as artes por meio da essência dos rios, montanhas, alimentos, fauna, flora, mares, consciências. Os textos desse livro se conectam aos nossos desejos mais profundos, nas casas, escolas, universidades, instituições e comunicação de massa. Leia este livro, ele é um totem para hoje e sempre contribuirá para a mentalidade brasileira. E povos indígenas agradecerão.

FICHA TÉCNICA
revistaprosaversoearte.com - 'O Vento Espalha Minha Voz Originária', livro da escritora indígena Eliane PotiguaraTítulo: O Vento Espalha Minha Voz Originária
Autora: Eliane Potiguara
Capa/arte: Jaider Esbell
Textos de contracapa: Djamila Ribeiro e Roseana Murray
Editora: Grumin Edições
Nº de páginas: 136
ISBN: 978-65-00-65313-17
Ano/ 1ª edição: maio/2023
R$ 59,90
* Compre o livro. clique aqui.
** O livro é vendido exclusivamente pela MP STORE (loja da Moína Produções).
.
>> Eliane Potiguara na rede: Site oficial | Instagram | Facebook.
.
LEIA TAMBÉM:
:: Autores e Autoras Indígenas / Literatura dos povos originários.
:: Eliane Potiguara – cidadã do mundo.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES