segunda-feira, julho 22, 2024

Nova York ganha sua própria escultura do “Pequeno Príncipe”

Uma estátua de bronze do Pequeno Príncipe, agora, olha melancolicamente para as árvores do Central Park, no Upper East Side de Manhattan. O personagem título do romance infantil de Antoine de Saint-Exupéry, de 1943, está comemorando seu 80º aniversário, e a versão de mais de um metro de altura do escultor Jean-Marc de Pas chegou, no dia 21 de setembro, à Villa Albertine, livraria e centro cultural da Embaixada da França, em Nova York.
.
revistaprosaversoearte.com - Nova York ganha sua própria escultura do "Pequeno Príncipe"Saint-Exupéry escreveu Le Petit Prince (O Pequeno Príncipe) enquanto vivia em Nova York, cidade na qual ficou exilado após escapar da invasão nazista na França. O livro conta a história de um menino que chega ao deserto do Saara vindo de um planeta distante. Um piloto cai e o conhece, dando início a uma sinuosa história de amizade repleta de comentários perspicazes sobre a condição humana. Enquanto a dupla vagueia pela paisagem árida, o Pequeno Príncipe conta ao homem sobre suas viagens a seis planetas e as diferentes pessoas que conheceu em cada local, cada uma delas envolvida em sua própria loucura habitual. A história de Saint-Exupéry oferece meditações sobre como viver uma vida que vale a pena – e como não cair nas armadilhas do cinismo e da idade adulta.
.
O Pequeno Príncipe é o segundo livro mais lido do mundo – perde apenas para a Bíblia – e foi traduzido para mais de 500 línguas e dialetos.

Após sua estada em Nova York, Saint-Exupéry serviu como piloto de reconhecimento da Força Aérea Francesa. Em 1944, ele morreu em um acidente de avião, provavelmente abatido por fogo inimigo.

revistaprosaversoearte.com - Nova York ganha sua própria escultura do "Pequeno Príncipe"
Escultura de Jean-Marc de Pas antes da fundição na Normandia, França. Foto: Jean-Marc de Pas

A nova escultura fica em um muro baixo de pedra em frente à Payne Whitney House, da era dourada, que abriga a Villa Albertine. Uma fileira de pequenas palmeiras sopra ao vento atrás do príncipe enquanto ele olha para o céu.
.
A estátua foi patrocinada pela organização sem fins lucrativos American Society of Le Souvenir Français e pelo grupo de defesa das crianças Antoine de Saint Exupéry Youth Foundation. Gaëtan Bruel, diretor da Villa Albertine e conselheiro cultural da Embaixada da França, discutiu a ligação da estátua com a Villa Albertine, que hospeda um programa de residência artística. Tal como o Pequeno Príncipe, disse ele, estes artistas são viajantes que têm muito a aprender e a partilhar.

Antoine de Saint-Exupéry, além de escritor, foi um aviador apaixonado pelos céus, num tempo em que aviões não passavam de engenhocas e pilotar era uma espécie de hobby de gente rica ou trabalho perigoso demais. Antoine trabalhou para a primeira empresa a entregar correspondência por via aérea, a Aéropostale, e viveu grandes aventuras nos quatro cantos do globo: passou até pelo Brasil, onde ficou por quase três anos implantando novas escalas e ganhou o apelido de “Zé Perri”. Essas experiências marcaram as suas obras – inclusive O Pequeno Príncipe.

revistaprosaversoearte.com - Nova York ganha sua própria escultura do "Pequeno Príncipe"
A obra foi modelada em argila e produzida com bronze. Foto: Twitter | @villa_albertine | Reprodução
revistaprosaversoearte.com - Nova York ganha sua própria escultura do "Pequeno Príncipe"
O Pequeno Príncipe olha para o céu do seu assento no muro do jardim da Villa Albertine. Foto: Elaine Velie

ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES