segunda-feira, junho 17, 2024

Multi-instrumentista Pedro Franco lança álbum autoral ‘Black Pantha’

Já disponível nas plataformas de música o álbum ‘Black Pantha’ do multi-instrumentista Pedro Franco, com as participações de Gabriel Grossi, Bebê Kramer e Carol Panesi.

O multi-instrumentista virtuoso (violonista e bandolinista), compositor e arranjador Pedro Franco lançou o álbum Black Pantha já disponível nas plataformas digitais (Biscoito Fino). Considerado um dos maiores de sua geração, Pedro lança este novo projeto autoral e instrumental seis anos depois de seu último álbum solo, que teve direção musical do violonista Marco Pereira.
.
O título Black Pantha alia os conceitos de Pantha, que significa “buscador de conhecimento” (tendo como referência o livro “Autobiografia de um Iogue”, de Paramahansa Yogananda); somado à palavra Black (Preto), indicando a relação do musicista com sua ancestralidade preta. “Black Pantha apresenta as minhas composições mais representativas a partir de 2016, no qual me declaro multi-instrumentista. Ao contrário do meu primeiro álbum, no qual quis mostrar meu lado arranjador, neste segundo eu trouxe para a linha de frente os meus instrumentos e improvisos”, pontua Pedro Franco.

Participam do álbum músicos fundamentais no processo de improvisação que norteia o projeto, que dividem com Pedro três das 10 faixas: Bebê Kramer em “Black Pantha”; Gabriel Grossi em “Caminho” e Carol Panesi em “Balada Core”. Nas demais composições, Pedro Franco está acompanhado por Marfa Kourakina (baixo elétrico) e Cassius Theperson (bateria).
.
Sobre o repertório integralmente autoral, o músico gaúcho de 32 anos, radicado no Rio de Janeiro, pontua: “As falas que incluí em algumas músicas, indicam as direções que tomei quando as compus, e também ajudam a passar minha mensagem. As músicas mais do coração, como costumo dizer, simplesmente surgem na minha cabeça. No caso desse disco, elas estão em maioria, mas também gravei dois improvisos que viraram música – Bolero Core e Da Do -, além de uma composição mais racional, escrita direto na caneta, que é Choro Rio”.
.
Em Black Pantha, Pedro Franco propõe um diálogo entre razão e emoção, tradição e inovação, tudo isso contextualizado pelo ambiente contemporâneo que o cerca. Além do trabalho autoral, como instrumentista requisitado que é, Pedro já dividiu o palco com artistas como Maria Bethânia, Zélia Duncan, Ney Matogrosso, Yamandu Costa, Gal Costa, Lenine e Mônica Salmaso, entre muitos outros.

O repertório de Black Pantha, por Pedro Franco:
1 – “Black Pantha”: Composição feita numa reunião de amigos. Fui fazendo de trecho em trecho, pra todos aprenderem.
2 – “Bolero Core”: “Improviso feito pra curar uma crise de enxaqueca muito forte de uma amiga. Passou quando eu toquei”.
3 – “Choro Rio”: “Exercitei uma das consciências musicais que eu acho que mais fazem bem. De quando em quando eu componho algum choro, pra tentar continuar existindo dentro do parâmetro dessa linguagem”.
4 – “Carrossel”: Composição original para dois violões que fiz sob encomenda para os amigos do “Guanduo”, para o disco “Música em forma de gente”. Aqui na minha versão trio.
5 – “Caminho”: A composição nasceu de uma dor muito grande, não me lembro mais qual. A música tomou o lugar daquela dor. Se tem alguma música que acho parecida comigo, é essa.
6 – “Da do”: Um improviso feito durante um ensaio para o disco “Minha voz fica”, em duo com a querida Zélia Duncan.
7 – “Alguma Paz”: Um choro romântico.
8 – “Café com coco”: Composição feita para dar canjas em bailes de forró.
9 – “Balada Core”: Uma balada romântica.
10 – “Hora de acordar”: Retrata o meu dia-a-dia, morando no Centro do Rio.

revistaprosaversoearte.com - Multi-instrumentista Pedro Franco lança álbum autoral 'Black Pantha'
Capa do álbum ‘Black Pantha’ • Pedro Franco • Selo Biscoito Fino • 2023

DISCO ‘BLACK PANTHA’ • Pedro Franco • Selo Biscoito Fino • 2023
Canção / compositor
1. Black Pantha (Pedro Franco) | Participação especial:  Bebê Kramer
2. Bolero Core (Pedro Franco)
3. Choro Rio (Pedro Franco)
4. Carrossel (Pedro Franco)
5. Caminho (Pedro Franco) | Participação especial: Gabriel Grossi
6. Da do (Pedro Franco)
7. Alguma paz (Pedro Franco)
8. Café com coco (Pedro Franco)
9. Balada Core (Pedro Franco) | Participação especial: Carol Panesi
10. Hora de acordar (Pedro Franco)
– ficha técnica –
Pedro Franco (violão 7 cordas – fx. 1, 2, 3, 4, 5, 7, 8; bandolim 10 cordas – fx. 3, 4, 6, 8, 10) | Marfa Kurakina (baixo elétrico – fx. 2, 4, 6, 7, 8 e 10) | Cassius Theperson (bateria – fx. 2, 4, 6, 7, 8 e 10) | Renata Chiquetto (vozes – fx. 7) || Participação especialBebê Kramer (acordeon – fx. 1) | Gabriel Grossi (harmonica – fx. 5) | Carol Panesi (violino  e violino oitava à baixo – fx. 9) | Direção musical e arranjos: Pedro Franco | Técnico de gravação, mixagem e masterização: Lucas Ariel / no estúdio Biscoito Fino| Fotos: Rodrigo Moura | Assessoria de imprensa (Biscoito Fino): Belinha Almendra / Coringa Comunicação | Selo: Biscoito Fino | Ano: 2023 | Lançamento: 7 de julho | #* Ouça o álbum: clique aqui.

revistaprosaversoearte.com - Multi-instrumentista Pedro Franco lança álbum autoral 'Black Pantha'
Pedro Franco – foto ©Rodrigo Moura

Sobre Pedro Franco
Pedro Franco, multi-instrumentista e compositor, é considerado um dos principais nomes de sua geração de músicos. Em 2017, lançou o disco solo Pedro Franco com temas autorais sob a direção musical do violonista Marco Pereira. Trabalho que lhe valeu a indicação de Revelação no Prêmio da Música Brasileira em 2018. Dois anos depois ganhou o prêmio de melhor instrumentista no Festival de Música da Rádio MEC. Já dividiu palco com grandes nomes como Yamandu Costa, Maria Bethânia, Zélia Duncan, Ney Matogrosso, Roberta Sá e Mônica Salmaso.
>> Pedro Franco na Rede
: Instagram | Facebook | Youtube | Spotify.
.
Série: Discografia da Música Brasileira / Música Instrumental / Choro.
* Publicado por ©Elfi Kürten Fenske


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES