quarta-feira, junho 19, 2024

Inédito no Rio, solo ‘Peixes’ estreia no Sesc Copabacana

Inédito no Rio, solo “Peixes” estreia em 12 de janeiro, no Sesc Copabacana (Sala Multiuso), com a atriz, diretora e dramaturga mineira Ana Regis. Escrito a partir de relatos reais, espetáculo aborda o problema da violência doméstica
.
A violência doméstica e moral vivida por mulheres reais está no cerne do solo “Peixes”, escrito, dirigido e interpretado pela artista mineira Ana Regis. A peça faz sua estreia em palcos cariocas em 12 de janeiro no Sesc Copacabana (Sala Multiuso), com sessões de quinta a domingo, às 19h, até 4 de fevereiro.
.
O espetáculo tem como fio condutor a personagem Cláudia, professora de 52 anos que sofreu violências doméstica e moral ao longo da vida. Em uma consulta médica num manicômio judiciário, ela conta como rompeu com o ciclo de violência do qual fazia parte. A peça se desenrola durante esta consulta na qual o público acompanha as histórias de Cláudia – também as de muitas outras mulheres. São memórias que transitam entre o humor, o lirismo e a intensidade. Numa narrativa fragmentada como o pensamento da própria personagem, ela conta como, em um dia, quebrou a ordem das coisas e se libertou do ciclo de violência no qual estava imersa.

Ana Regis teve a ideia de escrever uma peça sobre esse tema entre 2014 e 2015, depois de viver uma situação muito próxima com uma amiga que sofria violência doméstica. Ao perceber que não sabia como lidar com aquela situação, Ana buscou informações em sites, filmes, documentários, para conseguir ajudar a amiga de alguma forma. Impregnada pelo tema, resolveu criar uma dramaturgia a partir de relatos de mulheres reais. “Acho que o espetáculo cumpre um papel ao abordar um assunto que é uma lacuna na sociedade de uma forma mais lírica e artística. É uma peça que toca as pessoas e provoca identificação”, diz Ana.
.
A trajetória de “Peixes” – A peça estreou em 13 de dezembro de 2017, no Cine Theatro Brasil, em Belo Horizonte. De lá pra cá, a montagem tem tido uma trajetória de êxito, tendo feito temporadas na capital mineira até 2023. Sucesso de público e crítica, ganhou os prêmios de melhor atriz e melhor texto original no IV Prêmio COPASA-SINPARC (MG-2018). O espetáculo participou de festivais e mostras nacionais e internacionais como FIT-BH , FITAG e FITLO na Espanha, e cumpriu curta temporada na ocupação cultural Braço de Prata, em Lisboa. Em 2020, o texto de “Peixes” virou livro, em uma edição bilíngue, pela editora Javali. Em 2022, seus direitos autorais foram negociados com a Limonada Audiovisual para produção de um longa-metragem, com direção e roteiro de Renata Sette.

revistaprosaversoearte.com - Inédito no Rio, solo 'Peixes' estreia no Sesc Copabacana
Espetáculo ‘Peixes’ – foto © Fabiana Leite

SINOPSE
Texto baseado em relatos reais de mulheres que sofreram violência. Cláudia é uma professora de 53 anos que sofreu violências doméstica e moral ao longo da vida, e que rompe o ciclo de violência do qual faz parte.
.
SOBRE ANA REGIS
Ana Regis é mãe, feminista, atriz, dramaturga, diretora, professora e mestra em Teatro, pela UFMG, em Belo Horizonte. Fundou a Cia Cínica (1993-2000) e Companhia Bárbara (2007-2013). Trabalhou com diretores como Rita Clemente, Mariana Lima Muniz, Chico Pelúcio, Eduardo Moreira, Marcelo Bonnes e Julio Maciel, revezando as funções de atriz, dramaturga e assistente de direção.
.
Em 2018, foi contemplada os prêmios de melhor atriz e melhor texto original no IV Prêmio COPASA-SINPAR (MG-2018) com o solo “Peixes”. Integrou uma residência artística em Girona, na Espanha, dentro do festival FITAG (2019). Participou de festivais internacionais como FIT-BH, Porto Alegre em Cena e Festival de Curitiba. Em 2020, o texto de “Peixes” foi lançado em livro pela editora Javali. Em 2022, os direitos autorais de “Peixes” foram negociados com a produtora Limonada Audiovisual para se tornar um longa e o projeto foi contemplado nos editais Brasil Cine Mundi (2022) e BH nas Telas (2023), ambos para desenvolvimento de roteiro.
.
Em 2020 e 2021, dirigiu os experimentos de teatro digital “Antigamente é quando?”, com a Trupe Pierrot Lunar, e “Tudo que eu queria te dizer mas não vou”, com a plataforma Ato Junto. Em 2023, finalizou seu primeiro curta- metragem como diretora e roteirista, patrocinado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Atualmente, dirige o novo espetáculo do Grupo Armatrux.

revistaprosaversoearte.com - Inédito no Rio, solo 'Peixes' estreia no Sesc Copabacana
Espetáculo ‘Peixes’ – foto © Fabiana Leite

FICHA TÉCNICA
Dramaturgia, direção e atuação: Ana Regis | Consultoria de design de luz: Geraldo Otaviano, Heron Loreto e Wladmir Medeiros | Figurino: Silma Dornas | Produção: Maria Mourão | Operação de luz: Pâmella Rosa | Assessoria de imprensa: Paula Catunda | Fotos divulgação: Fabiana Leite
.
SERVIÇO
Espetáculo: “Peixes”
Temporada: de 12/1 a 4/2 de 2024
Local: Sesc Copacabana – Sala Multiuso.
Dias e horário: De quinta a domingo, às 19h.
Ingressos: R$ 7,50 (associados do Sesc) |R$ 15,00 (meia entrada)
R$ 30,00 (inteira)
Endereço: Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Informações: (21) 2547 0156
Horários da bilheteria: De terça a sexta-feira, das 9h às 20h.
Sábado e domingo, das 14h às 20h.
Classificação: 14 anos. Duração: 50 min. Capacidade: 45 lugares
Nas redes
Instagram: @espetaculopeixes | @anaregisdaluz

.

.

.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES