segunda-feira, julho 15, 2024

Hugo Sukman lança a biografia da Som Livre

O jornalista e crítico de música popular Hugo Sukman lançou
Som Livre – uma biografia do ouvido brasileiro pela Globo Livros em uma sessão de autógrafos aberta ao público na Livraria da Travessa Ipanema, no dia 2/7, 19h. O livro pode ser encontrado na editora, livrarias e sites especializados.
.
No livro, Hugo conta a trajetória dos 50 primeiros anos da gravadora Som Livre, fundada em 1969 pelo produtor musical João Araújo, e dos sucessos que embalaram gerações — desde as trilhas sonoras das primeiras novelas que pararam o Brasil até a explosão da nova música sertaneja. O jornalista aborda ainda temas marcantes da indústria musical, como o seu quase extermínio pela pirataria na virada do século, os embates com a censura e o seu renascimento pela tecnologia digital.

A história da Som Livre é a história do lançamento de Djavan e da consagração de Rita Lee, do Sítio do Pica-Pau Amarelo e de Xuxa, do pop sofisticado de Guilherme Arantes ao rock literário de Cazuza, do início de Alceu Valença ao auge de Jorge Ben Jor e o final de Elis Regina, dos Novos Baianos aos neo sertanejos Luan Santana, Bruno & Marrone, Marília Mendonça e dezenas de outros artistas, duplas e bandas que fizeram a música brasileira nos últimos anos.

.
revistaprosaversoearte.com - Hugo Sukman lança a biografia da Som LivreFICHA TÉCNICA
Título: Som Livre – uma biografia do ouvido brasileiro
Autor: Hugo Sukman
Editora: Globo Livros
Páginas: 238
Formato: 16cm x 23cm
ISBN: 97885-250-6845-3
Ano da edição: 2024
Preço: R$ 64,90
E-book: R$ 44,90
* Compre o livro: clique aqui / Travessa / Amazon
.
SERVIÇO
Evento: Lançamento Som Livre – uma biografia do ouvido brasileiro no Rio de Janeiro – com sessão de autógrafos
Onde: Livraria da Travessa – Ipanema (Rua Visconde de Pirajá, 572, Rio de Janeiro –
RJ)
Data/hora: 2 de julho | 19h

Sobre o autor
Hugo Sukman é jornalista e trabalhou em diversos veículos de mídia, como no Jornal do Brasil e n’O Globo, onde passou 10 anos, desde o início como repórter de cultura, até depois, quando se tornou crítico de cinema e de música popular. É curador do projeto do novo Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (MIS-RJ). Escreveu diversos livros sobre música popular como “Nara -1964”, “Martinho da Vila – Discobiografia” e “Histórias paralelas – 50 anos de música brasileira”, entre outros.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES