segunda-feira, julho 22, 2024

Grupo XIX de Teatro apresenta espetáculo infantil no Centro Cultural da Penha

Em sua primeira montagem infantil, Grupo XIX de Teatro aborda o bullying e a intolerância na vida das crianças. As apresentações acontecem dias 24 e 25 de fevereiro com ingressos gratuitos.
.
Em seu primeiro espetáculo infantil, Hoje O Escuro Vai Atrasar Para Que Possamos Conversar, o Grupo XIX de Teatro teve seu processo criativo inspirado pelo romance De Repente, Nas Profundezas do Bosque, do escritor israelense Amós Oz. O espetáculo, que estreou em 2018, ganha apresentações no Centro Cultural da Penha – Teatro Martins Penna, dias 24 e 25 de fevereiro, sábado e domingo, às 15h. Os ingressos são gratuitos com retirada pelo Sympla.com.br ou com 1 hora de antecedência na bilheteria do teatro.

Com dramaturgia de Ronaldo Serruya e direção de Luiz Fernando Marques e Rodolfo Amorim, o elenco conta com a participação de Juliana Sanches, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya, Ericka Leal e Tarita Souza.
.
A peça se passa em um triste vilarejo onde não vivem mais animais, nem domésticos e nem silvestres. Algo muito estranho aconteceu no passado que provocou a fuga dos bichinhos e os transformou em seres quase mitológicos, lembrados apenas nas aulas da professora Rafaela.

Nesse lugar misterioso, vivem os colegas Santi, Clara e Luna, que, depois de sofrer bullying de seus colegas também desapareceu. Desconfiados de que Luna teria sido raptada pelo Espírito do “não-sei-o-quê” do bosque, Santi e Clara partem floresta adentro em busca da amiga.
.
A encenação apresenta ao público delicados temas discutidos pela obra de Amós Oz, como os efeitos da discriminação e do tratamento indesejado, como o bullying isola as pessoas e a consciência de que o “outro” também tem medos, fragilidades e inseguranças. A ideia é fazer com que as crianças entendam a alteridade como uma extensão do eu, desconstruir o processo vicioso de desqualificação de um indivíduo por causa de suas diferenças e mostrar que as pessoas formam juntas as conexões do tecido social de uma comunidade.

“Quando montamos a peça queríamos discutir como desmontar uma estrutura normativa que permite a perpetuação desse mecanismo de opressão social na escola. Eu também me inspirei na minha própria história, pois fui vítima de bullying e vivenciei esse sistema opressor. E, na época, não havia uma estrutura para discutir isso, em nenhuma instância. O bullying era tratado como algo normalizado dentro daquele universo”, comenta o autor Ronaldo Serruya.
.
As apresentações integram o projeto 5X XIX, que já contou com apresentações de Hysteria e Hygiene; lançamento livro digital XIX – 19 anos: Memórias e Reminiscências de duas décadas do grupo XIX de teatro; e prevê até o final do ano a realização dos Núcleos de Pesquisa com mostra final dos espetáculos criados, e o início do novo processo criativo inspirado na obra; O Atlas do Corpo e da Imaginação, do escritor português Gonçalo M. Tavares.

revistaprosaversoearte.com - Grupo XIX de Teatro apresenta espetáculo infantil no Centro Cultural da Penha
Espetáculo infantil ‘Hoje O Escuro Vai Atrasar Para Que Possamos Conversar’ – foto © Jonatas Marques

Sobre o Grupo XIX de Teatro
O Grupo XIX de Teatro tem um trabalho contínuo de 22 anos, com uma pesquisa temática e dramaturgia própria, uma pesquisa estética de exploração de prédios históricos como espaços cênicos e uma investigação sobre a participação ativa do público. Desde 2004 o Grupo XIX de Teatro realiza sua residência artística na Vila Maria Zélia na Zona Leste de São Paulo. A “Vila” é hoje um espaço de pesquisa, difusão e formação que abriga projetos como os Núcleos de Pesquisa que acolhem anualmente cerca de cem artistas, além de diversos espetáculos e oficinas.
.
Ao longo de sua trajetória acumula entre prêmios e indicações mais de 15 menções nos principais prêmios do país: Shell, APCA, Cooperativa Paulista de Teatro, Bravo!, Qualidade Brasil entre outros. Em 2017, ganhou o Prêmio Shell na categoria Inovação pela intervenção artística na Vila Maria Zélia.

O grupo já percorreu no exterior 21 cidades em 5 países (Europa: Portugal, Inglaterra, Itália e França; África: Cabo Verde). Hysteria fez turnê por 8 cidades francesas por ocasião do L’année du Brésil en France. Em junho de 2008 a peça cumpriu temporada no renomado Barbican Center de Londres na Inglaterra e, em 2009 o grupo foi convidado pelo Contact de Manchester para dirigir o espetáculo de formatura da instituição. Em 2012, o XIX participou da mostra São Palco, idealizada pelo O Teatrão, em Coimbra, Portugal e do Festival La scenna dell’incontro, em Bologna, Itália em parceria com o ITC e o Teatro dell’Arginne. Em 2013 o grupo participou do Ano do Brasil em Portugal por 5 cidades.
.
O grupo mantém em repertório suas nove peças: Hysteria (2001), Hygiene (2005), Arrufos (2008), Marcha para Zenturo (2010), Nada aconteceu Tudo acontece Tudo está acontecendo (2013), Estrada do Sul (2013), Teorema 21 (2016), Intervenção Dalloway: Rio dos Malefícios do Diabo (2017) e o espetáculo infantil Hoje o Escuro Vai Atrasar Para que Possamos Conversar (2018). Em 2021, durante a pandemia, estreou de forma online o espetáculo Infâmia, inspirado em um texto de teatro da década de 1930, de Lilian Hellman, que ganhou as telas do cinema em 1961, com Audrey Hepburn e Shirley MacLaine no elenco.

revistaprosaversoearte.com - Grupo XIX de Teatro apresenta espetáculo infantil no Centro Cultural da Penha
Espetáculo infantil ‘Hoje O Escuro Vai Atrasar Para Que Possamos Conversar’ – foto © Jonatas Marques

FICHA TÉCNICA
Criação: Grupo XIX de Teatro. Direção: Luiz Fernando Marques e Rodolfo Amorim. Dramaturgia: Ronaldo Serruya. Elenco: Juliana Sanches, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya, Ericka Leal e Tarita Souza. Trilha Sonora: Tarita de Souza. Figurinos: Juliana Sanches. Cenário: Luiz Fernando Marques e Rodolfo Amorim. Adereços: Felipe Cruz (Bosque) e Juliana Sanches (Aldeia). Cenotécnico: Zé Valdir. Costureiro: Otávio Matias. Fotos, vídeos, mídias sociais e produção visual: Jonatas Marques. Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli. Produção executiva: Andréa Marques. Iluminador: Dimitri Luppi. Operação de luz: Fly. Operação de som: Gil Pyrata.
.
SERVIÇO
Espetáculo infantil ‘Hoje O Escuro Vai Atrasar Para Que Possamos Conversar’
Dias 24 e 25 de fevereiro, sábado e domingo, às 15h.
Centro Cultural da Penha – Teatro Martins Penna
Largo do Rosário, 20 – Penha de França, São Paulo – SP
Ingresso: Gratuito.
Disponíveis na plataforma sympla ou para retirada com 1 hora de antecedência na bilheteria do teatro
Acessibilidade: O espaço possui acessibilidade para cadeirantes
Duração: 60 minutos.
Classificação etária: Livre.
O Grupo XIX nas redes sociais: Instagram @grupoxixdeteatro / facebook.com/grupoxix


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES