segunda-feira, julho 15, 2024

Festival Choro Jazz retorna em formato itinerante, com edições no Pará, no Cariri, em Fortaleza e em Jericoacoara

O Festival Choro Jazz, realizado desde 2009 como um dos principais eventos do calendário musical brasileiro, retorna em 2024 com muitas novidades, a começar por uma nova abrangência do evento, que contará com edições em dois estados e em cinco cidades. Além do Ceará, o Choro Jazz estará pela primeira vez em outro estado, na região norte do país, com shows em Soure, na ilha de Marajó (PA), nos dias 13 e 14 de julho, em parceria com a Prefeitura de Soure, e em Belém, no dia 20 de julho com o apoio da Fundação Cultural do Pará. O festival também promoverá oficinas de música em Soure, nos dias 15, 16 e 17 de julho. Todas as atividades são gratuitas.
.
Também haverá novidades neste ano para o público do Ceará. O Choro Jazz chegará pela primeira vez à região Sul do Estado. Além dos shows em Fortaleza e em Jericoacoara, o festival vai estrear no Cariri, conhecida pela imensa riqueza e forte diversidade cultural, pelo diálogo entre vários municípios próximos, por ser um grande entreposto comercial, logístico e cultural e por contar com a presença de muitos músicos e de um público atento à história, às tradições e à contemporaneidade, à cultura e à arte.

O evento, que está completando 15 anos, tem idealização e curadoria de Antônio Ivan Capucho e realização da Iracema Cultural. Apresentado pela Petrobras, que renovou sua parceria de patrocínio, e pelo Ministério da Cultura, o festival conta com apoio institucional dos governos estaduais do Ceará e do Pará.
.
As artistas referenciais paraenses Dona Onete e Nazaré Pereira serão homenageadas pelo festival, respectivamente, nas programações em Soure e em Belém. O evento também prestará homenagens a outros grandes mestres da cultura marajoara como Mestre Damasceno, Mestre Diquinho e Mestra Amélia, em parceria inédita com o Festival Marajoara, que recebe o Choro Jazz em terras paraenses.
.
Ao longo de seus quinze anos, o Festival Choro Jazz já promoveu shows de artistas e grupos como Hermeto Pascoal, Arismar do Espírito Santo, Maurício Carrilho, além de destacar grandes nomes da música do Ceará, como Márcio Resende, Cainã Cavalcante, Jorge Cardoso, Michael Pipoquinha, Grupo Murmurando, entre vários outros. Também mantém desde 2012, a Escola de Música Choro Jazz, para crianças de Jijoca de Jericoacoara e região.

revistaprosaversoearte.com - Festival Choro Jazz retorna em formato itinerante, com edições no Pará, no Cariri, em Fortaleza e em Jericoacoara
Dona Onete – foto: estúdio Walda Marques

PROGRAMAÇÃO NO PARÁ – De referências regionais a Hermeto Pascoal
EM SOURE, NA ILHA DE MARAJÓ (PA)
Dia 13 de julho, sábado
O festival tem sua abertura às 18h, com o cortejo do Festival Marajoara saindo da concentração no Cruzeirinho com o grupo Tambores do Pacoval e mestre Diquinho, do carimbó, seguindo para o Parque de Exposições para dar ao Choro Jazz as boas-vindas ao Pará e ao Marajó. A chegada do arrastão está prevista para às 20h30, com os Tambores do Pacoval e Mestre Diquinho subindo ao palco para receber homenagens. O Mestre Damasceno também será homenageado e fará, às 21h30, o primeiro show da noite, convidando Nativo Marajoara. Às 22h30, no segundo show da noite de estreia do festival no Pará, duas outras grandes referências regionais do choro sobem ao palco: o Trio Lobita convida Adamor do Bandolim. À meia-noite, hora e vez do bruxo Hermeto Pascoal, 87 anos, se apresentar para o público em Soure. A partir das 2h da manhã, o Arraial da Pavulagem encerra o primeiro dia de Festival Choro Jazz.
.
Dia 14 de julho, domingo
No segundo dia de atividades do Choro Jazz em Soure, a programação no Parque de Exposições tem início às 18h, com a chegada do Cortejo de Salvaterra e com Cruzeirinho e Mestra Amélia subindo ao palco. Após o show, Mestra Amélia recebe homenagem especial do festival. Às 19h15 o grupo Charme do Choro, formado exclusivamente por mulheres, convida o mestre Negro Nelson. Às 20h45 sobe ao palco o Trio Manari e, às 22h15, o acordeonista Renato Borghetti, do Rio Grande do Sul. Às 23h45, hora e vez da Orquestra Aerofônica e, encerrando a programação em Soure, à 1h15 da manhã, Dona Onete, 84 anos, a diva do carimbó chamegado, fechando a noite com dança e tradição.

revistaprosaversoearte.com - Festival Choro Jazz retorna em formato itinerante, com edições no Pará, no Cariri, em Fortaleza e em Jericoacoara
Renato Borghett – conhecido como Borghettinho, acordeonista

EM BELÉM (PA)
Dia 20 de julho, sábado
A programação tem início às 17h, com o projeto Choro do Pará. E segue às 18h15 com os cantores e compositores Nilson Chaves, do Pará, e Eudes Fraga, cearense de há muito radicado em Belém, grandes parceiros, referências e vencedores de inúmeros festivais. Às 19h30 tem Renato Borghetti e, às 21h, dona Nazaré Pereira, veterana representante da cena chorona paraense, hoje radicada em Paris. Às 22h30 o bruxo Hermeto Pascoal sobe ao palco encerrando a noite de Festival Choro Jazz na capital paraense.

NO CARIRI, FORTALEZA E JERICOACOARA (CE) em breve a programação será divulgada
No Cariri, região sul do Ceará, a programação do Festival Choro Jazz vai acontecer no mês de setembro, com oficinas entre os dias 16 e 19 e shows nos dias 20, 21 e 22, no Centro Cultural do Cariri, no município do Crato, em parceria com o Instituto Mirante e com a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – Secult. Em Fortaleza o Festival Choro Jazz acontecerá nos dias 29 e 30/11 e 1º de dezembro, em parceria com a Secretaria da Cultura de Fortaleza – Secultfor. Na capital, no dia 29/11, também acontecerão oficinas do festival, em parceria com a ONG Casa de Vovó Dedé, localizada na Barra do Ceará, periferia de Fortaleza. Em Jericoacoara, o Festival Choro Jazz vai acontecer entre os dias 3 e 8 de dezembro, também incluindo oficinas nos dias 3 a 6/12, além dos shows de terça a domingo, 3 a 8/12.
.
.
.
Instagram: @chorojazz


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES