sexta-feira, junho 14, 2024

Fábio Torres e a São Paulo-Havana Orquestra se apresentam no Sesc Pinheiros

Um encontro entre instrumentistas de São Paulo e Havana, duas capitais mundialmente conhecidas por sua vibrante cena musical, acontecerá no SESC Pinheiros, nos dias 7 e 8 de junho, às 21 horas. No palco, Fábio Torres & São Paulo-Havana Orquestra, espetáculo que reforça a importância do diálogo e da colaboração entre diferentes culturas.
.
No projeto, o pianista brasileiro vencedor de dois Grammys, Fábio Torres, se une aos músicos da Orquestra de Câmara de Havana, regida pela maestrina cubana Daiana Garcia, para uma performance memorável. Serão seis integrantes da orquestra cubana e sete instrumentistas paulistanos, liderados pelo contrabaixista Pedro Gadelha, spalla da Osesp, reunidos em um espetáculo que transcende fronteiras e celebra a diversidade musical.

A ideia desse encontro nasceu de uma viagem de Fábio Torres a Havana, onde ele testemunhou de perto a técnica e versatilidade dos músicos eruditos cubanos. Admirado pela forma como transitavam entre os clubes de jazz e as salas de concerto com desenvoltura, dominando a arte da improvisação e a rítmica da música popular cubana, Torres viu uma grande semelhança com a musicalidade brasileira.
.
O pianista brasileiro, Fábio Torres, integrante do Trio Corrente, sempre cultivou a Música Erudita paralelamente ao Jazz, unindo as duas linguagens a outras referências como a Canção Brasileira, o Samba, o Choro e a música do Nordeste. O músico imaginou nesse projeto, a oportunidade de ouvir suas composições sendo interpretadas por um grupo singular, que unisse a maturidade de músicos brasileiros das nossas melhores orquestras, acostumados a todo tipo de repertório, a esses instrumentistas cubanos, jovens mulheres em sua quase totalidade, incluindo sua brilhante líder, a maestrina Daiana Garcia.

Para fechar a ideia, faltava a rítmica brasileira, aqui representada por um de nossos mais destacados percussionistas, Léo Rodrigues. O projeto conta ainda com o talento de Tiago Costa, na orquestração e arranjos adicionais. No repertório, Choros e Valsas misturam-se a peças inéditas, escritas por Fábio Torres especialmente para esse encontro, e que buscam criar uma fresca estética unindo a linguagem das Salas de Concerto à música dos clubes de Música Popular, com espaço para improvisações, energia e lirismo.
.
Este encontro não é apenas um espetáculo musical, mas também uma oportunidade única de intercâmbio cultural entre dois países com ricas tradições musicais. É um verdadeiro testemunho do poder da música para unir pessoas.
.
Além dos concertos, a vinda dos músicos cubanos e a parceria com os instrumentistas brasileiros, renderá um disco, que será gravado em São Paulo ainda em junho e será lançado nas plataformas digitais no segundo semestre.
.
Fábio Torres & São Paulo-Havana Orquestra é um projeto viabilizado pelo Proac 2023.

revistaprosaversoearte.com - Fábio Torres e a São Paulo-Havana Orquestra se apresentam no Sesc Pinheiros
Orquestra de Câmara de La Habana – foto: Lorena Navarro

Daiana García, Maestrina da Orquestra de Câmara de Havana, está à frente da Orquestra de Câmara de Havana desde 2011 e com ela acompanhou relevantes figuras nacionais e internacionais, como o pianista Chucho Valdés e Frank Fernandez (Cuba); os cantores e compositores Fito Páez (Argentina), Ivan Lins (Brasil); os violinistas Tai Murray (EUA), e Alex Gillman (Alemanha), o violoncelista Nicolai Shugaev (Rússia), os violonistas Ricardo Gallén, Carlos Piñana (Espanha). Em 2016, acompanhou o violinista americano ganhador do Grammy Joshua Bell em sua visita a Cuba e esta colaboração lhe rendeu um convite para realizar um concerto intitulado “Seasons of Cuba” no Rose Hall of Jazz no Lincoln Center em Nova York, junto com renomados músicos cubanos e o cantor e compositor americano Dave Matthews. Com a OCH gravou os CDs: “Todo Cuerda Mejor” e “Concertos Cubanos para violoncelo e orquestra”, e colaborou em CDs e DVDs com: Leo Brouwer (CD “Imagen de las aguas”), Carlos Varela (DVD em ao vivo “30 anos de vida artística”), o cantor e compositor dominicano José Antonio Rodríguez (CD “Una más” com duas indicações ao Grammy Latino), Alejandro Falcón (CD “Mi monte espiritual”), Aldo López-Gavilán (DVD ao vivo “ Espacio Tribal”) e José María Vitier (DVD ao vivo “Temptations”).

Fábio Torres se formou em piano erudito no conservatório e posteriormente, enquanto frequentava o curso de Composição na USP, também tocava em bandas de baile e casas noturnas, explorando a música popular. Em 1992, aos 22 anos, integrou a Banda Mistura e Manda, gravando seu primeiro CD. Colaborou com diversos artistas da MPB, como Dominguinhos, Vânia Bastos e Heraldo do Monte. Em 1998, iniciou uma parceria duradoura com Rosa Passos, viajando e gravando internacionalmente. Paralelamente, trabalhou com Ivan Lins, João Donato, Leila Pinheiro, Joyce e outros. Em 2001, formou, ao lado de Edu Ribeiro e Paulo Paulelli, o Trio Corrente. Em 2009, Fábio lançou seu trabalho autoral, Pra Esquecer das Coisas Úteis, CD que contou com as participações de Luciana Alves, Tatiana Parra, Fabiana Cozza, Renato Braz, Chico Pinheiro e Vinícius Dorin, entre outros excelentes músicos. Com Paquito D’Rivera, o Trio Corrente gravou o Álbum Song For Maura e com esse trabalho em 2014, o grupo venceu o Grammy Awards e o Latin Grammy na categoria Melhor Álbum de Jazz Latino. Em 2018, parte com Trio Corrente para mais uma turnê na Europa, gravando em Milão o álbum, Tem que ser Azul, pelo selo de jazz Abeat Records. Em outubro vai ao Japão pela 5ª vez, a convite do saxofonista Sadao Watanabe. Em 2021, grava o álbum Sincronia com o Trio Corrente e o seu 1º álbum de piano solo, Sarau.

revistaprosaversoearte.com - Fábio Torres e a São Paulo-Havana Orquestra se apresentam no Sesc Pinheiros
Fabio Torres – foto: acervo pessoal

FICHA TÉCNICA
Fábio Torrres (piano) | Pedro Gadelha (contrabaixo / spalla) | Léo Rodrigues (percussão) | Luiz Amato (violino) | Amanda Martins (violino) | Matthew Torpe (violino) | Robinho Carmo (violino) | Gabriel Marin (viola) | Heloisa Meirelles (violoncelo) || Orquestra de Câmara de HavanaBrenda Chávez Aguilar (violino) | Tania Haase Solorzano (violino) | Javier Cantillo Laffita (violino) | Yosmara Castañeda Valdés (viola) | Gretchen Labrada Izquierdo (viola) | Amaya Justiz Robert (violoncelo) / Regência: Daiana Garcia | Direção musical, arranjos: Fábio Torrres | Orquestração: Tiago Costa | Produção executiva: Fabrizia Gallan | Assessoria de imprensa: Débora Venturini
.
REPERTÓRIO
1. Venezuelana n 1 (Fábio Torres)
2. Valsa de Cora (Fábio Torres)
3. Pra esquecer das coisas úteis (Fábio Torres)
4. Lilyá (Fábio Torres)
5. Céu Infinito Sertão (Fábio Torres)
6. Suíte (Fábio Torres)
7. Pan con Timba (Aldo Lopez-Gavilán)
8. Amphibious (Moacir Santos)
.
SERVIÇO
FÁBIO TORRES & SÃO PAULO – HAVANA ORQUESTRA
Datas: 7 e 8 de junho, às 21 horas
Local: SESC Pinheiros – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros – São Paulo – SP
Preços: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia) e R$ 15 (comerciários)
Vendas a partir de 28/5
Ingressos: clique aqui.

.

 

.

.

.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES