sexta-feira, julho 19, 2024

Estreia: 2ª temporada da websérie “Narrando Mulheres”, em 3 episódios, com direção de Luciana Zule.

Patrocínio: Governo do Estado do Rio de Janeiro / Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do RJ – Edital Retomada Cultural II
.
Lançamento da 2ª temporada da websérie “Narrando Mulheres”
com narrativas orais de histórias inspiradoras
.
10/5, estreia do projeto multimídia, que inclui série no YouTube e exposição de fotos no Instagram, produzido por mulheres em 2023.
.
Após o sucesso da primeira temporada, a websérie “Narrando Mulheres está de volta em exibição no YouTube com lançamento de três episódios, destacando em diferentes histórias a vida de três grandes mulheres brasileiras que participaram do processo de independência do Brasil, mas que não são sempre citadas nos livros acerca do tema. O projeto multimídia tem direção e roteiro de Luciana Zule e fotografia de Maria Paula Freire.
.
O primeiro episódio sobre Maria Felipa, uma das lideranças da Campanha da Independência do Brasil na Bahia, tem interpretação da atriz Márcia do Valle e a ativista social Jurema Werneck como convidada, vai ao ar no dia 10/5, quarta-feira, às 20 horas, no canal do projeto. Os dois seguintes, respectivamente, serão lançados nos dias 17 e 24/5. O trabalho fecha com o making of e a versão com acessibilidade de toda a temporada no dia 31/5.

A importância das homenageadas
Por Luciana Zule (diretora, roteirista, produtora cultural, dramaturga, atriz e narradora oral à frente da Magalona Produções Culturais)
.
Cada uma das três mulheres que terão suas histórias contadas nessa segunda temporada de “Narrando Mulheres”, deixou uma marca de luta e resistência no período das guerras pela Independência do Brasil. Suas histórias revelam a complexidade desse período histórico, no qual um desejo em comum, o do país independente, é atravessado pela realidade social de uma nação forjada num sistema colonial extremamente exploratório e violento. Por isso, a história de cada mulher homenageada pelo projeto, ajuda a contar a luta pela independência do Brasil a partir do ponto de vista do grupo social do qual elas pertencem.
.
Maria Felipa, homenageada do episódio 1, é uma mulher negra, da ilha de Itaparica, livre e independente, em pleno contexto escravagista, que assume lugar de liderança em sua comunidade e conduz um grupo de 40 mulheres para combater invasões portuguesas, saindo vitoriosa. A história de Maria Felipa se mistura à história de independência do próprio território baiano, pois a Bahia celebra sua independência no dia 2 de julho de 1823. É importante lembrar que o Brasil só é declarado oficialmente independente em 1825, após a assinatura do Tratado de Paz e Aliança, em que o Brasil indenizou Portugal com 2 milhões de libras.
.
Bárbara de Alencar, a homenageada do episódio 2, foi uma mulher branca, dona de terras, que se envolve nos movimentos liberais pela independência, influenciada pelas informações trazidas pelos filhos, dos estudos em Olinda. Foi uma mulher à frente do seu tempo, que valorizava a educação e a liberdade feminina. Sonhou um Brasil independente da ação exploratória portuguesa, almejando uma ida direta para o regime republicano. Pagou caro por isso, tendo sido presa e torturada.
.
Já a indígena Dionísia, homenageada no episódio 3, foi uma mulher que, junto com sua comunidade, se rebela contra os abusos de um bispo católico, que tutelava o território de seu povo. A história de Dionísia nos aproxima da realidade dos diretórios indígenas, pouco tratada nas aulas de História, que mostra como os debates e lutas pela independência nem sempre levavam em conta o respeito pelo território indígena. Mantendo essa população num fogo cruzado de interesses, presos a ideia de que sempre precisariam ser tutelados. Ideia que começa a se romper, efetivamente, agora, com a chegada de mulheres indígenas a cargos de comando na política e nas instituições que cuidam dos direitos dos povos indígenas.

revistaprosaversoearte.com - Estreia: 2ª temporada da websérie “Narrando Mulheres”, em 3 episódios, com direção de Luciana Zule.
2ª temporada da websérie @narrandomulheres 2023

EPISÓDIOS
1 – Maria Felipa (Canto a Maria Felipa e suas 40 companheiras)
Interpretação: Márcia do Valle
Atriz com formação pela Casa das Artes de Laranjeiras, produtora, diretora e professora de teatro. Trabalhou com os diretores Aderbal Freire Filho, Amir Haddad, Paulo Betti, Stephany Brodt, Márcio Abreu, entre outros. No cinema e na televisão atuou em filmes, novelas e minisséries e um dos seus últimos trabalhos no teatro foi na peça “Luiza Mahin… Eu ainda continuo aqui”, direção de Édio Nunes.
Convidada: Jurema Werneck (Médica, diretora-executiva da Anistia Internacional Brasil, fundadora do Grupo Criola, uma das principais organizações na luta pelo acesso à saúde para mulheres negras)
Mais informações: clique aqui.
Roteiro e direção: Luciana Zule
.
2 – Bárbara de Alencar (conto por Suzana Nascimento e Luciana Zule)
Interpretação: Suzana Nascimento
Atriz, autora, diretora, apresentadora, produtora, contadora de historias. Artista multidisciplinar, pesquisadora e criadora, com 20 anos de carreira, atua em diversos espetáculos profissionais com destaque para “Calango Deu! Os causos da Dona Zaninha”, premiado solo em que assina pesquisa e autoria, com direção de Isaac Bernat. Convidada: Victoria Grabois (Fundadora do Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro)
Mais informações: clique aqui.
Roteiro: Luciana Zule e Suzana Nascimento
Direção: Luciana Zule
.
3 – Dionísia (Conto para se criar o retrato de Dionísia)
Intepretação: Verônica Rocha
Atriz, dubladora, professora e diretora de teatro, formada pela UNIRIO. Atuou em diversas produções teatrais em todo o país, trabalhando com alguns dos mais renomados diretores e companhias, como Rodrigo Portella, Paulo de Moraes, Diego Molina, entre outros. Para televisão, atualmente interpreta a personagem “Roxana” da novela “Vai na Fé” (TV Globo).
Convidada: Lúcia Moraes Tucuju (Narradora de Histórias, escritora, especialista em Literatura Infantil e Juvenil, Membro da Academia Internacional de Letras do Brasil. Integra o Mulherio das Letras Indígenas)
Mais informações: clique aqui.
Roteiro e direção: Luciana Zule

.
FICHA TÉCNICA
Idealização: Luciana Zule e Natália Simonete/  Roteiro, direção e apresentação: Luciana Zule / Assistente de direção: Renato Marques / Pesquisa histórica: Fabiana Melo e Sousa / Narradoras: Márcia do Valle, Suzana Nascimento e Verônica Rocha / Convidadas: Jurema Werneck, Victoria Grabois e Lúcia Moraes Tucuju / Direção de arte: Bruno Perlatto / Visagismo e adereços: Francisco Leite / Trilha sonora original: Rodrigo Ferrero / Fotografia: Maria Paula Freire / Câmera, animação e finalização: Renato Marques / Edição: Renato Marques e Luciana Zule / Operador de som e áudio direto: Diego Alonso e Renata Lima / Design gráfico: Raquel Alvarenga / Assessoria jurídica: Paulo Cravo e Nicole Muniz / Assistência de produção: Janaína Baptista / Assistência financeira: Pedro Henrique Cavalcanti / Mídias Sociais: Winston Sacramento / Assessoria de imprensa: Clóvis Corrêa/ Produção: Luciana Zule e Natália Simonete/ Realização: Magalona Produções e Estufa de Ideias

.
SERVIÇO:
.
2ª temporada da websérie “Narrando Mulheres”, em 3 episódios. Direção de Luciana Zule.
.
· Lançamento dia 10/5, quarta-feira, às 20h.
Ep 1: Maria Felipa (Canto a Maria Felipa e suas 40 companheiras)
Interpretação: Márcia do Valle
.
· Lançamento 17/5, quarta-feira, às 20h.
Ep 2: Bárbara de Alencar (conto por Suzana Nascimento e Luciana Zule)
Interpretação: Suzana Nascimento
.
· Lançamento 24/5, quarta-feira, às 20h.
Ep 3: Dionísia (Conto para se criar o retrato de Dionísia)
Intepretação: Verônica Rocha
.
· 31/5 – making of e episódios com acessibilidade.
.
Exibição: canal do projeto no YouTube. Disponível por tempo ilimitado. Acesso gratuito. Classificação indicativa: livre. Exposição de fotos no Instagram @narrandomulheres


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES