sábado, junho 15, 2024

Espetáculo ‘King Kong Fran’ em nova temporada no Teatro MorumbiShopping

Com direção e dramaturgia de Rafaela Azevedo e Pedro Brício, o espetáculo usa a personagem Fran (@fran.wt1) para promover uma irreverente e debochada reflexão sobre machismo, assédio, abuso, consentimento e violência de gênero.
.
Visto por mais de 24 mil espectadores, KING KONG FRAN segue mobilizando uma legião de fãs lotando teatros no Rio de Janeiro e agora retorna para São Paulo em nova temporada no Teatro MorumbiShopping, de 15 de Janeiro a 6 de fevereiro, com sessões às segundas às 21h e terças às 19h e 21h.

Num misto de cabaré com circo e show de mulher-gorila, Fran diverte o público virando ao avesso os estereótipos do feminino: com humor e ironia, inverte a lógica machista e brinca com a plateia fazendo com que os homens ‘provem do seu próprio veneno’.
.
Numa fusão das linguagens de circo e teatro, o solo KING KONG FRAN, protagonizado pela personagem-título Fran, criação da atriz e palhaça Rafaela Azevedo, convida o público a conhecer o avesso dos estereótipos do feminino disseminados na sociedade. Partindo de referências como a atração circense Monga, A Mulher Gorila, e King Kong, o gorila gigante do cinema, Rafaela questiona a sexualidade e a distinção de gênero na construção social.

Entre brincadeiras (consentidas), relatos e músicas, a atriz interage com os espectadores propondo que experimentem inversões dos estereótipos de gênero. Fazendo o papel secularmente atribuído aos homens, Fran os aborda fazendo convites e propostas. A plateia reage bem, e embarca na brincadeira. A direção musical, pop e bem-humorada, é da cantora e compositora Letrux.
.
Pedro Brício, coautor e codiretor, é quem conta: “Conheci o trabalho da Rafa num outro espetáculo, em que ela dublava a música Toxic, da Britney Spears. Terminou e eu falei, quero fazer um espetáculo com você. Fiz este projeto por ter visto uma artista extraordinária.
.
Ela não é só uma comediante, ela é também palhaça, e o King Kong Fran tem também essa especificidade, da palhaçaria, da performance, junto com o teatro. Tem um lugar híbrido que eu adoro. A base do jogo do palhaço é com o público. Então, é um espetáculo de franca comunicação, muito engraçado e também provocador, de muita empatia. O sucesso dele vem daí.
.
Estamos falando de machismo, patriarcado, inversão de papéis, gênero. Quando ela fala da história do King Kong e da história da mulher-gorila, fica muito evidente essa objetificação da mulher, tanto no circo quanto na vida cotidiana. As interações com a plateia são reveladoras, além de muito engraçadas. Na comunicação com o público, sobretudo o feminino, a Rafa expõe de uma maneira muito crítica os papéis sociais do homem e da mulher. E como ela inverte jogo e faz também o papel dos homens, acho que tudo fica muito divertido para eles também.

Sobre Pedro Brício – coautor e codiretor
Estudou Cinema na Universidade Federal Fluminense e fez Mestrado em Teatro na Uni-Rio. Cursou a Desmond Jones School of Mime (Londres), a Scuola Internazionalle Dell’atore Comico (Italia) e a École Philippe Gaulier (Londres). Escreveu e dirigiu as peças Sonhos de uma noite com o Galpão, O Condomínio, A outra cidade, Me salve, musical!, Trabalhos de amores quase perdidos, Cine-Teatro Limite, A incrível confeitaria do Sr. Pellica, entre outras. Recebeu alguns dos principais prêmios do país pelo seu trabalho, como Shell, Questão de Crítica, Contigo e APCA.
.
Tem textos traduzidos para o inglês, espanhol e alemão. Participou da Feira Internacional do Livro de Frankfurt, da Semana de Dramaturgia Contemporânea, em Guadalajara, e da mostra Una Mirada al Mundo, no Centro Dramatico Nacional, em Madri. Como diretor, encenou textos de Samuel Beckett, Edward Albee, Rafael Spregelburd, Patricia Melo e Hilda Hilst. Recentemente escreveu e dirigiu os espetáculos King Kong Fran (em parceria com Rafaela Azevedo) e o musical Ícaro and the black stars.

revistaprosaversoearte.com - Espetáculo 'King Kong Fran' em nova temporada no Teatro MorumbiShopping
Rafaela Azevedo – foto © Maga Maju

Sobre Rafaela Azevedo – coautora, codiretora e atriz
Formada pela Casa das Artes de Laranjeiras em 2011, Rafaela iniciou sua carreira em 2012 como integrante do Grupo Teatral Moitará, referência no Brasil sobre pesquisa de linguagem da máscara teatral. Participou do Polo Carioca de Circo, coordenado pelo Grupo Off-Sina, no estudo da palhaçaria sob a perspectiva de diferentes profissionais renomados na área, como Ricardo Puccetti, Lily Curcio, Ésio Magalhães. Estudou e trabalhou com Enrico Bonavera (Piccolo Teatro de Milão, Itália) mestre e expoente da Commedia Dell’Arte; Donato Sartori e Paola Piizzi (Centro Máscara e Estrutura Gestual, Itália) referência na pesquisa e confecção da máscara teatral; Lina Della Rocca (Teatro Ridotto, Itália) atriz, diretora e pedagoga integrante do grupo internacional de pesquisa Ponte dos Ventos, dirigido por Iben Nagel Rasmussen, e que integra outro importante grupo de teatro, o Odin Teatret, de Eugenio Barba.
.
Idealizadora, intérprete, codiretora e codramaturga do espetáculo King Kong Fran. Indicada ao Prêmio do Humor como Melhor Performance, Melhor Espetáculo e Melhor Direção. A artista também é idealizadora e intérprete do espetáculo de palhaçaria Fran World Tour – eu só preciso ser amada. Estreou no Brasil em 2018 e em 2019 circulou em âmbito nacional e internacional – esteve na Itália e na Alemanha. Participou dos principais festivais de palhaçaria feminina do Brasil: Esse Monte de Mulher Palhaça em 2018, Encontro Internacional de Mulheres Palhaças de São Paulo em 2019. Integrou a programação do Festival Internacional de Mulheres nas Artes Cênicas / Rede Internacional de Mulheres – THE MAGDALENA PROJECT em 2015 e 2018.
.
Assina a direção, ao lado de Pedroca Monteiro, do espetáculo musical cômico Canções para Matrimônio, de Ingrid Gaigher e direção do show Kitch Completo, da artista Natascha Falcão. É idealizadora e diretora do Laboratório Estado de Palhaça e Palhaço, escola online que difunde a técnica da palhaçaria.

revistaprosaversoearte.com - Espetáculo 'King Kong Fran' em nova temporada no Teatro MorumbiShopping
Espetáculo ‘King Kong Fran’- foto © Sarah Leal

FICHA TÉCNICA
Direção e dramaturgia: Rafaela Azevedo e Pedro Brício. Atuação e idealização: Rafaela Azevedo. Direção musical: Letrux. Cenografia: Carola Leal, Gabriela Prestes e Álvaro Antônio Ferreira. Figurino: Natascha Falcão. Iluminação: Ana Luzia de Simoni. Direção de arte: Gabriela Prestes e Carola Leal. Assistência de Direção de Arte: Álvaro Antônio Ferreira. Identidade visual: Gabriela Prestes. Assistência de direção: Tamie Panet. Operadora de som: Joana Guimarães. Operadora de luz: Cris Ferreira. Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli. Produção: Rafaela Azevedo.
.
SERVIÇO
KING KONG FRAN
De 15 de Janeiro a 6 de fevereiro de 2024 – Segundas às 21h e terças às 19h e 21h.
Duração: 70 minutos.
Classificação: 18 anos
Ingressos: R$80 e R$40.
Link vendas: sympla
Teatro MorumbiShopping (@teatromorumbishopping)
Endereço: Av. Roque Petroni Júnior, 1089, Jardim das Acacias, São Paulo – SP
.
>> Siga: @kingkongfran | @fran.wt1 

revistaprosaversoearte.com - Espetáculo 'King Kong Fran' em nova temporada no Teatro MorumbiShopping
Espetáculo ‘King Kong Fran’ – foto © Sarah Leal

Sobre o Teatro MorumbiShopping
O Teatro MorumbiShopping tem como principal característica a diversidade da sua programação e de seu público. Com isso demarca o seu lugar de destaque na cena cultural da cidade tanto pela curadoria quanto pela infraestrutura para realização espetáculos, shows e os mais variados tipos de eventos corporativos.
.
Sempre com uma excelente qualidade artística nas áreas de música, humor, teatro adulto e infantil, o Teatro está instalado no piso G1 do MorumbiShopping e acomoda até 250 pessoas, atendendo todas as normas de acessibilidade.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES