sexta-feira, julho 19, 2024

‘Clara Viva’, álbum da cantora mineira Aline Calixto

“Clara Viva” álbum da cantora e compositora Aline Calixto celebra a cantora Clara Nunes, nos 40 anos da sua partida. No repertório, sucessos consagrados, como “O mar serenou” e “Conto de areia”, além de outros menos conhecidos do público, mas também grandes pérolas da mineira guerreira, como “Fuzuê” e “Afoxé pra logun”. Aline Calixto ressignifica o repertório consagrado por Clara, fazendo a conexão entre gerações que se entrelaçam numa perfeita simbiose.
.
“Há 10 anos, recebi um convite pra fazer um show em homenagem à Clara. Não hesitei um só segundo, por se tratar de uma das maiores cantoras que esse país já conheceu e também por ela sempre ter sido uma das minhas grandes referências. Uma mulher que rompeu inúmeros paradigmas e fez uso de sua visibilidade para disseminar uma parcela da cultura brasileira, muitas vezes, negligenciada. Agora, passada uma década, esse mesmo show, que me marcou tanto, vai se materializar através de álbum. Esse registro é um verdadeiro sonho que se torna real”, afirma Aline.

Segundo Vagner Fernandes, “Clara Nunes já foi reverenciada por muitas cantoras. Mas poucas ousaram trilhar por caminhos não óbvios. Aline o faz de forma grandiosa e surpreendente. Seleciona canções que não integram os “greatest hits” da inigualável mineira, sem esquecer de registrar, no entanto, parte importante de um cancioneiro ainda muito presente nas memórias afetivas da coletividade. Sabiamente, pesca “Tributo aos orixás”, samba-de-enredo de 1971, do extinto bloco Foliões de Botafogo, que Clara gravaria em “Clara, Clarice, Clara, álbum de 1972. Pois foi justamente tal preciosidade, de autoria encabeçada por Mauro Duarte, que impulsionou Aline Calixto a gerar “Clara viva” há dez anos, durante um evento literomusical de que participamos juntos. Jamais testemunhara, até ali, uma interpretação tão perfeita, além da impressa por Clara, para essa criação suntuosa de Duarte.

Materializado o projeto, o que há é um verdadeiro relicário musical que só potencializa a dimensão extraordinária do legado de Clara Nunes. Embalado pela sonoridade que alude às folias de reis, com caixa, pandeiro, viola, triângulo e flauta, Aline recorre às origens de sua homenageada, cujo pai, Seu Mané Serrador, era integrante de um grupo que saía anualmente pelas ruas da cidade para comemorar o nascimento de Jesus, por doze dias, indo de porta em porta nas casas, cantando e dançando. Como toda companhia de reis, Aline Calixto também tem o seu estandarte, semelhante ao do bloco “Filhas de Clara”, do qual é fundadora. Mas, sem nos deixar dúvidas, denota com “Clara viva” que, apesar de “filha”, tem identidade e luz próprias.”
* Vagner Fernandes é jornalista, escritor e biógrafo de Clara Nunes.

revistaprosaversoearte.com - 'Clara Viva', álbum da cantora mineira Aline Calixto
Capa do álbum ‘Clara Viva’ • Aline Calixto • Selo Warner Music  / distribuição digital Alma Viva • 2023

DISCO ‘CLARA VIVA’Aline Calixto • Selo Warner Music  / distribuição digital Alma Viva • 2023
Canções / compositores
1. Guerreira (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
2. Você passa eu acho graça (Ataulpho Alves e Carlos Imperial)
3. Conto de areia (Toninho Nascimento e Romildo Bastos)
4. Fuzuê (Toninho Nascimento e Romildo Bastos)
5. A deusa dos Orixás (Toninho Nascimento e Romildo Bastos)
6. Nação (João Bosco, Aldir Blanc e Paulo Emílio)
7. Feira de Mangaio (Sivuca e Glorinha Gadelha)
8. Afoxé pra Logun (Nei Lopes)
9. Tributo aos Orixás (Mauro Duarte, Noca da Portela e Rubem Tavares)
10. O mar serenou (Candeia) / Coroa de areia (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro) | Participação especial: Elisa de Sena, Júlia Tizumba e Vi Coelho
11. Morena de Angola (Chico Buarque)
7. Um ser de luz (João Nogueira, Mauro Duarte e Paulo Cesar Pinheiro)
– ficha técnica –
Aline Calixto (voz) | Marcela Nunes (flauta) | Robson Batata (percussões) | Thiago Delegado (violão) | Participação especial: Elisa de Sena, Júlia Tizumba e Vi Coelho (vocais – fx. 10)  || Produção musical: Thiago Delegado | Arranjos: Aline Calixto, Thiago Delegado, Marcela Nunes, Robson Batata | Direção artística: Aline Calixto | Assistente de produção: Daniela Dias | Técnico de gravação, mixagem e masterização: Christiano Caldas | Foto: Márcia Charnizon | Arte: Luang Senegambia Dacach Gueye | Figurino: Apartamento 03 | Acessórios: Lázara Design | Make: Jo Martins | Cabelo: Mabel Garcia | Personal stilyst: Rodrigo Cezário | Assessoria de imprensa: Bebel Prates | Estratégia, arte gráfica e conteúdo digital: Ayala Melgaço | Selo: Warner Music | Distribuidora digital: Alma Viva | Formato: CD Digital | Ano: 2023 | Lançamento: 11 de agosto | #* Ouça o álbum: clique aqui.
————-
Mais sobre o álbum e o lançamento
REZENDE, Lucas Lanna. Aline Calixto estreia em Belo Horizonte o show do disco “Clara viva”. In: Estado de Minas, 15.8.2023. Disponível no link. (acessado em 16.8.2023)
.
> Aline Calixto na rede: Instagram | Twitter | Facebook | Youtube
.
.
Série: Discografia da Música Brasileira / MPB / Canção .
* Publicado por ©Elfi Kürten Fenske


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES