sexta-feira, julho 19, 2024

Artistas e escritores prestam homenagem ao poeta Haroldo de Campos na Casa das Rosas. Confira a programação

Casa das Rosas realiza homenagem ao poeta Haroldo de Campos com a presença de artistas e escritores. Celebrado anualmente no mês de nascimento e falecimento do escritor, em 2023 o evento destaca as várias faces de Haroldo, conhecido por ser “inventor incansável” e “poeta da biblioteca”
.
O museu Casa das Rosas realiza mais uma edição do “Hora H”, evento em memória à vida e obra do poeta paulistano Haroldo de Campos — que também foi tradutor, crítico literário e um dos fundadores do concretismo. Com o tema “Minha relação com a tradição é musical: memória arquivo e invenção na biblioteca Haroldiana”, a celebração deste ano conta com a participação de nomes da música e das artes plásticas como Daniel Scandurra, Cid Campos e Fabio Brazza, além de poetas e pesquisadores.
.
A Casa das Rosas é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas e gerenciada pela Poiesis. Veja mais detalhes da programação.

Abrindo o evento, nos dias 15, 16 e 17 de agosto, das 19h às 21h, acontecerá o Colóquio Haroldo de Campos, com curadoria da poeta e crítica literária Diana Junkes. Em três mesas-redondas, a abordagem será sobre a importância da “memória” na obra Haroldiana, além da pluralidade de seu acervo, tendo em vista que o escritor é lembrado de duas formas bem distintas, como “o inventor incansável” e o “o poeta da biblioteca”.

Já no dia 19 de agosto — aniversário de Haroldo de Campos — a Casa das Rosas terá uma tarde inteira de eventos em celebração ao poeta, que iniciará às 15h, com a atividade Aboli a palavra: a poesia intersemiótica de Ronaldo Azeredo. O bate-papo terá participação de poetas, artistas e pesquisadores como Daniel Scandurra, Marcelo Tápia, Lucio Agra, Marli Siqueira Leite, Carlos Adriano e Fabio Brazza, e abordará a obra de Ronaldo Azeredo, um dos participantes do movimento concretista ao lado de Haroldo. Azeredo se destaca por sua obra intersemiótica que logo aboliu a palavra, com uma produção que se equilibra no limite entre a poesia e as artes plásticas.
.
Na sequência do bate-papo, às 16h, haverá o lançamento do livro LIV RO AZ – antologia de poemas de Ronaldo Azeredo — projeto que começou a ser idealizado por Augusto de Campos em 2005 e passou a ser produzido pelo artista Daniel Scandurra em 2018. A obra tem um formato diverso, assim como o trabalho do poeta, com uma capa/caixa contendo 26 itens soltos, poemas-cartazes, poemas-livretos e poemas-folders, com formatos e acabamentos tecno-gráficos variados.
.
Dando continuidade ao evento, das 18h às 19h, acontecerá o Recital “Forma da Fome”, com participação de Lucio Agra, Daniel Scandurra, Marcelo Tápia, Diana Junkes, Patrícia Lino (videopoemas), Omar Khouri, Juliana Pondian e Júlio Mendonça. Os artistas e poetas farão leituras e performances de textos de Haroldo de Campos, com foco no caráter sociopolítico de sua poesia.

Encerrando o Hora H de 2023, o músico Cid Campos realizará um Pocket-Show, das 19h às 20h, com apresentação de canções suas em parceria com os poetas irmãos Augusto e Haroldo de Campos.
.

SERVIÇO
HORA H – “MINHA RELAÇÃO COM A TRADIÇÃO É MUSICAL: MEMÓRIA ARQUIVO E INVENÇÃO NA BIBLIOTECA HAROLDIANA”
.
Evento Especial
HORA H | COLÓQUIO HAROLDO DE CAMPOS
Curadoria: Diana Junkes
Terça, quarta e quinta-feira, 15, 16, 17 de agosto, das 19h às 21h
As atividades serão on-line, realizadas pelo Zoom
O evento será acessível na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)
Inscrição aqui – Prazo: 17/8
Vagas: 300
.
Mesa-redonda
ABOLI A PALAVRA: a poesia intersemiótica de Ronaldo Azeredo
Com Daniel Scandurra, Marcelo Tápia, Lucio Agra, Marli Siqueira Leite e Carlos Adriano, Fabio Brazza
Sábado, 19 de agosto, das 15h às 16h
Atividade presencial, no jardim da Casa das Rosas.
Não há necessidade de inscrição.
.
Lançamento de livro
LIV RO AZ – antologia de poemas de Ronaldo Azeredo
Com Daniel Scandurra e convidados
Sábado, 19 de agosto, das 16h às 17h
Atividade presencial, realizada no jardim da Casa das Rosas.
Não há necessidade de inscrição.

Recital
RECITAL “FORMA DE FOME”
Com Lucio Agra, Daniel Scandurra, Marcelo Tápia, Diana Junkes, Patrícia Lino (videopoemas), Omar Khouri, Juliana Pondian e Julio Mendonça.
Sábado, 19 de agosto, das 18h às 19h
Atividade presencial, realizada no jardim da Casa das Rosas.
Não há necessidade de inscrição.
.
Apresentação
POCKET-SHOW – CID CAMPOS
Com Cid Campos e convidados
Sábado, 19 de agosto, das 19h às 20h
Atividade presencial, realizada no jardim da Casa das Rosas.
Não há necessidade de inscrição.

A Casa das Rosas está passando por restauro. O telefone atual para contato é do Anexo da Casa Guilherme de Almeida: (11) 3803-8525; ou pelo e-mail disponível no site.
Jardim do museu aberto de segunda a domingo, das 7h às 22h
Avenida Paulista, 37 – Bela Vista, São Paulo – SP
Programação gratuita
.
LEIA TAMBÉM
:: Haroldo de Campos – transcriações poéticas

SOBRE A CASA DAS ROSAS
A Casa das Rosas é um museu dedicado à à cultura, à poesia, à literatura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta na década de 1950. Localizado na Avenida Paulista, em São Paulo, o museu-casa literário realiza programação diversificada e gratuita formada por oficinas de criação e crítica literária, palestras, ciclos de debates, exposições, saraus, lançamentos de livros, performances, apresentações teatrais e musicais.
.
Em 2023, o museu Casa das Rosas conta com o patrocínio da Pfizer, uma das maiores empresas biofarmacêuticas de inovação do mundo e responsável por colaborar, promover e ampliar o acesso a cuidados confiáveis em todo o mundo, e o apoio da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações). Juntas contribuirão para o desenvolvimento de atividades culturais e educativas do museu que são voltadas para os mais diversos públicos. A Casa das Rosas é gerida pela Poiesis, Organização Social de Cultura, em parceria com a Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo.

SOBRE A POIESIS
A Poiesis – Organização Social de Cultura desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.


ACOMPANHE NOSSAS REDES

DESTAQUES

 

ARTIGOS RECENTES