Tommy Hagan, de 81 anos

Após décadas em silêncio, Tommy Hagan, de 81 anos, está determinado a denunciar a violência que sofreu em uma casa de abrigo na Escócia, onde viveu dos três aos 16 anos.

“Eles me jogavam no chão todas as manhãs e me batiam com cinta por fazer xixi na cama. Depois, eu era arrastado pelas escadas e forçado e ficar dentro de uma banheira com água gelada”, lembra.

Os banhos gelados afetaram seus pulmões, o que o obrigou a passar por tratamento.

Ele e o irmão, Alec, foram levados para a casa de abrigo em Renfrewshire, na Escócia, após seus pais se separarem.

Em certa ocasião, Alec teve convulsões enquanto apanhava. Ele foi levado para outro lugar, e Tommy nunca mais o viu.

Em parceria com uma organização da Escócia que apoia sobreviventes de abusos como o que sofreu, ele está completando uma lista de desejos de coisas para fazer antes de morrer – e que inclui coisas que perdeu na infância:

#VÍDEO Tommy foi vítima de violência no abrigo onde morou na infância. Apanhava, era arrastado pelas escadas e forçado a ficar em uma banheira com água gelada. Hoje, aos 81 anos, tenta compensar o tempo perdido com uma lista de desejos. Ele acredita também que, compartilhando sua história, ajudará a proteger outras crianças na mesma situação.

Posted by BBC Brasil on Wednesday, November 22, 2017

1. Ver borboletas em um borboletário
2. Fazer algo para ajudar os outros
3. Ver um cisne negro
4. Viajar de avião para Roma
5. Tocar bateria como uma estrela de rock
6. Passear em um barco a vapor
7. Comer batatas fritas e uma torta maravilhosa

Segundo a polícia, as pessoas que agrediram Tommy nos anos 1940 e 1950 já morreram. Ele está buscando compensação pelos anos de violência.

Fonte: BBC Brasil

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte

Literatura – Artes e fotografia – Educação – Cultura e sociedade – Saúde e bem-estar


COMENTÁRIOS