Nina Simone

A festa principal do Grammy 2017 acontecerá em 12 de fevereiro em Los Angeles, com a rainha do pop Beyoncé liderando as indicações.

A lendária cantora americana Nina Simone, os pioneiros do art rock The Velvet Underground e o grande nome do funk Sly Stone receberão os Grammy de carreira artística em 2017, anunciou na segunda-feira (19.12.2016), a Academia da Gravação. Além dos Grammy habituais que premiam as obras do ano anterior, a indústria da música oferece a cada ano os Grammy Lifetime Achievement Awards, que reconhecem as carreiras mais influentes. A festa principal dos Grammy acontecerá em 12 de fevereiro em Los Angeles, com a rainha do pop Beyoncé liderando as indicações.

Nina Simone, que nunca recebeu um Grammy durante sua vida, era uma jovem prodígio do piano que, como afro-americana no sul segregacionista dos Estados Unidos, foi desencorajada a continuar na música clássica. Mas se tornou uma das cantoras mais célebres do soul e uma firme ativista pelos direitos civis, com canções clássicas como “To Be Young, Gifted and Black”.

The Velvet Underground

The Velvet Underground, liderado por John Cale e pelo falecido Lou Reed, revolucionou a música rock na década de 1960. O primeiro álbum da banda, “The Velvet Underground and Nico”, foi produzido por Andy Warhol e abordou temáticas como as drogas e o fetichismo sexual de uma forma impensável até então. Sobre o Velvet Underground, a Academia de Gravação escreveu: “Apesar de uma existência relativamente curta e de sucesso comercial limitado, o Velvet Underground é reconhecido como uma das bandas de rock mais influentes de todos os tempos.”

Sly Stone, líder da banda Sly and the Family Stone, incorporou novos ares psicodélicos à música funk, e se tornou uma grande influência para artistas que vieram depois, como Prince. Já o Sly Stone foi citado pela Academia como tendo um “papel crucial no desenvolvimento do soul, funk, rock e psicodelia”.

A “primeira-dama da música gospel” Shirley Caesar e a lenda do piano Ahmad Jamal, que ajudou a aumentar a audiência do jazz, também receberão o Grammy Lifetime Achievement Award. Os outros premiados são Charley Pride, o ex-jogador de beisebol que foi o primeiro afro-americano a ter sucesso na música country, dominada por brancos, e Jimmie Rodgers, que ajudou a estabelecer as bases desse gênero antes de morrer, aos 35 anos, em 1933.

 

À Variety, Neil Portnow, presidente da Academia da Gravação falou sobre a escolha dos artistas que serão homenageados:

“Os destinatários dos prêmios de mérito são um grupo de prestígio formado por diversos e influentes artistas que criaram e contribuíram para algumas das gravações mais singulares da história da música. Essas personalidades excepcionalmente inspiradoras estão sendo homenageadas como artistas lendários […] Suas realizações extraordinárias e paixão por seus respectivos ofícios criaram um legado atemporal.”

Fontes: Rolling stone EUA| Portal UAI/com AFP – Agence France-Presse

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS