Nelson Rodrigues - foto

“O adulto não existe. O homem é o menino perene.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Toda unanimidade é burra.
Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“No dia em que a criatura humana perder a capacidade de admirar, cairá de quatro, para sempre. O mal de todos nós, a nossa crise, a nossa doença, é que admiramos pouco, admiramos de menos.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- O pior cego é o surdo. Tirem o som de uma paisagem e não haverá mais paisagem.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“O artista tem que ser gênio para alguns e imbecil para outros. Se puder ser imbecil para todos, melhor ainda.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico. “
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- Está se deteriorando a bondade brasileira. De quinze em quinze minutos, aumenta o desgaste da nossa delicadeza.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- No Brasil quem não é canalha na véspera é canalha no dia seguinte. O Otto Lara está certo. O mineiro só é solidário no câncer.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- O carioca é o único sujeito capaz de berrar confidências secretíssimas de uma calçada para outra calçada.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- No Maracanã, vaia-se até minuto de silêncio e, se quiserem acreditar, vaia-se até mulher nua.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de Obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“No Brasil, há platéia para tudo e o brasileiro é, por vocação, platéia.
Se um camelô vende caneta-tinteiro, junta gente;
se morre um cachorro atropelado, junta gente; e se, passa um batalhão, nós vamos atrás.
O brasileiro tem uma alma de cachorro de batalhão.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“A perfeita solidão há de ter pelo menos a presença numerosa de um amigo real.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Dinheiro compra tudo. Até amor verdadeiro.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Se a vida lhe der as costas, passe a mão na bunda dela.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Não admito censura nem de Jesus Cristo.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Acho a liberdade mais importante que o pão.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“O torturador tem câncer na alma.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Meus diálogos são realmente pobres.”
Só eu sei o trabalho que me dá empobrece-los.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Não reparem que eu misture os tratamentos de “tu” e “você”.
Não acredito em brasileiro sem erro de concordância.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“A platéia só é respeitosa quando não está entendendo nada.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Com sorte, você atravessa o mundo. Sem sorte não atravessa a rua.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“Eu disse, certa vez, que toda unanimidade é burra. Nem todas, porém.
De cinqüenta em cinqüenta anos, aparece uma unanimidade cujo julgamento é preciso, inapelável, eterno, como o Juízo Final.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

§

“- Eu, como artista, se tivesse de escolher um epitáfio, optaria pelo seguinte: — “Aqui jaz Nelson Rodrigues, assassinado pelos imbecis de ambos os sexos”.”
– Nelson Rodrigues, no livro “Flor de obsessão: as 100 melhores frases de Nelson Rodrigues”. [organização e seleção de Ruy Castro]. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

****

Site Oficial ‘Nelson Rodrigues’:
Nelson Rodrigues

Biografia Nelson Rodrigues

COMPARTILHAR
Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS