Gustavo Dourado - arquivo pessoal

Cosmogonia
Vem do cosmos bem sutil
O eco da voz dos ancestrais
Luzes, sons, estrelas-guias
Em naves que voam surreais
Das galáxias o ovo cósmico
No útero da mãeternidade
Pulsa a vida em n dimensões
Universoa radiante liberdade
A vida continua por vias e esferas
Nos planetas do amplo multiverso
Diversas vidas, as mais estranhas
Não cabem na forma do meu verso
– Gustavo Dourado

§

Orobor0
Multversos em sons diversos
Na lira, na alma e na tela
Bela garça cheia de graça
Desfila leve pela passarela
Saudades…Desejos…Fantasias
Glória, amorte, dor e des graça
Sentimento da essência do Ser
Na lida, onde o destino se traça
Vida-Morte: Arte-Mãe-Naturaleza
Travessia que se faz num instante
Num átimo,vive-se tudo que passou
O medo que refulge de repente
OroborO ressurgen omnisciente
Espíritom dum sonho que brotou
– Gustavo Dourado

§

Átimo
Passageiro do acaso:
Equilibrista do desejo…
Vejo-te num átomo:
Num átimo te beijo…
– Gustavo Dourado

§

Brasílha-me…
Brasília: voou além do signo da cruz:
Dantes:…Era altiplano de suave luz…
Devastidão tortuosa, ex-mar-cerrado:
Virevi LúciOscarte, JK no céu-sol alado…

Urbi Sempiterna, fantasia, cidade-estado:
Sonho de Dom Bosco, poema de Bernardo…
Planaltina cosmovisão dos Inconfidentes:
Antevista por Bonifácio, Cruls e Tiradentes…

Nave, musa, deu$a, fada, fênix na luacheia…
Multigaláxia, dura irrealidade, concrevia:
Árdua solidão no silên cio ensimesmado…

Na Espla.nada: projeta-se nosso dia-a-dia:
Programa-se o futuro dum ser milimetrado:
Sempre-viva, calliandra, girassol, nave-sereia…

(21 de abril de 1977)
– Gustavo Dourado

§

Ser…
Vamos serviver sem acumular:
Preparar uma nova era do Ser…
Distribuir renda poder poesia:
Ser leve ao dormir amanhecer…

Não magoar não agir de má fé:
Ser amigo, éticorreto, honesto…
Ser sábio, meigo, consciente:
Não ludibriar o pobre-analfabeto…

Ser você sem o outro esquecer:
Lembrar que somos irmandade…
Decência, equilíbrio, sapiência:
Só assim se será humanidade…

Ser igual mesmo sendo diferente:
Ser fraterno, lutar pela liberdade…
Eliminar ganânciavareza…repartir:
Cultivar luz paz-amor-solidariedade…
– Gustavo Dourado

§

Cosmogenia…
Angelicais sexplosões de sons multicores ecosmovisões:
Primaveras galáticas germinam invernos do tempoesia…
Miríades constelares de deusas faunos sinergias-luzes:
Estreluas astrovejam luminaves flores da caosmogonia…
– Gustavo Dourado

§

Guímã-rosa
Língua! Por(tu)guesa errante
Lusídica rosa personalizada
Experimentalizo la langue
Nas ancas filo-lógicas do verso
Contrapasso-lhe no umbigo:
Baianauta barroco Gregório
Riobaldorim Casmurro Borba
Policarpideiro Caminha Drummond
Matias Aires, Bernardim Vieira
Machado! Motor-serra textual
Álvaro Ricardo Alberto metalingual.
Santa Cecília cancioneira
Murilo, Jorges, Sousândrade
Andrades, Campos, Bandeiras,
Serafim Ponte Grande Mira o Mar
Guímã-Rosa do Povo: Bossa Nova: Tropicália.

Cobra Cabral Macunaíma…Lima Barretom Jobim…
Rosa de Hiroshima.
Rosa das Minas.
Embaixador do Ser-Tao
– Gustavo Dourado

§

Brasilíngua
Laço em laço: enlace
Pindoramafro: luzilázia
A língua de Juca Pyrama
Zumbi(u) Camoniânima
Luxafra – tupiguarânia
Morenua Rósea Sertântrica.

Floresce(u) Latim por tintim:
Roma – Romã:
Proema
D’África: Axé-Nagô
Brasilis: Naturativa
Caramuru

Antropofálica Mistura:
Frevo-fervor: Maracatu
Línguímã:
Paraguaçu
Modegramática
Nheengatu

Navega lume!
Sempre
Nu navegante

Tro vejo o silên cio do Universom
Relampejando a Língua-gen
Dos grãs Sertons: Lusíadas…

Por tu(guesa):
Entre as naveredas
Faço-me errante ente
– Gustavo Dourado

§

* ‘Poemas’ enviados pelo autor e retirados de sua rede online.

BREVE BIOGRAFIA
Gustavo Dourado professor, poeta, cordelista, ensaísta, articulista, escritor, jornalista, pesquisador. Autor de 12 livros. Premiado na Áustria e recomendado pelo World Poetry Day e World Portal Libraries, ambos da Unesco. Dourado foi objeto de tese de mestrado na Universidade Federal de Ouro Preto e de doutorado na Sorbonne e na Universidade Federal da Paraíba. Sua obra(principalmente o Cordel) foi discutida em várias universidades do Brasil e do exterior: Sorbonne(Silvie Raynal), Manz(Wolf Lustig), UnB(Michelle Sampaio), entre outras. Faz parte do Grupo da Memória da Educação do DF(UnB/SEEDF). Organizou o livro 40 anos de Educação no Distrito Federal, com ênfase na experiência do educador Anísio Teixeira. Saiba mais acessando o site oficial do Autor, AQUI!

Outros cantos
Jornal de Poesia
Academia Taguatinguense de Letras

COMPARTILHAR
Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS