Escravidão, Abolição e Pós-Abolição

Você sabe como nasceu a expressão “para inglês ver”? Por que as camélias se tornaram símbolo da luta abolicionista? O que queriam dizer termos como “bacalhau” e “ingênuo” para designar elementos e circunstâncias cotidianos na vida dos negros africanos escravizados?

Um mergulho no sitio Escravidão, abolição e pós-abolição’, criado pela Fundação Casa de Rui Barbosa — permite aprender ou relembrar dados históricos e detalhes curiosos, além de oferecer acesso fácil e direto a um rico acervo de livros, documentos, fotos, pesquisas e até jogos que ajudam a fomentar o interesse pelo tema entre internautas mais jovens.

Aquarela de H. Gold Schmidt ‘Carro de boi transportando escravos’ – Minas Gerais, 1895 (Reprodução: Fundação Casa de Rui Barbosa)

O objetivo do projeto Memória da Escravidão, abolição e pós-abolição é contribuir para a pesquisa nos temas e também fomentar a formação de novos pesquisadores. Recomendado para internautas de todas as idades, o sítio disponibiliza as seguintes áreas:
– Documentos digitalizados que podem ser consultados e baixados pelo pesquisador;
– As exposições “O registro da escravidão na vida privada” e “A abolição e seus registros na vida privada”, que reúnem documentos sobre os dois temas estão representadas em dois catálogos;
– Um vocabulário controlado que define termos mais consagrados que envolvem a memória da escravidão no Brasil;
– Textos e links de textos de pesquisadores referentes aos temas;
– Indicação de links de sítios correlatos;
– Área voltada para os estudantes onde por meio dos jogos: caça-palavras, quiz, jogo da memória e desafio da transcrição entrarão em contato com documentos textuais e imagens históricas. A proposta desta área é desenvolver o interesse do estudante pelos temas, pela pesquisa e pelos arquivos;
– A tradução do banco de dados The Trans-Atlantic Slave Trade Database, que reúne registros de expedições de tráfego de escravos no período de 1514 a 1866.

Ao longo do tempo serão digitalizados mais documentos, os jogos oferecerão mais opções (hoje são 40 jogos disponíveis de forma alternada) e mais exposições estarão no ar.

O projeto Memória da Escravidão, Abolição e Pós-Abolição reúne uma equipe interdisciplinar de duas instituições, a Fundação Casa de Rui Barbosa e a PUC-Rio, que buscaram contribuir para uma maior divulgação dos temas sobre e em torno da escravidão, abolição e pós-abolição.

Equipe Responsável

Fundação Casa de Rui Barbosa

Coordenação Geral do projeto
Lucia Maria Velloso de Oliveira

Exposições
Leila Estephanio de Moura
Priscila Soares Vaisman

Jogos
Leandro de Abreu Souza Jaccoud
Renata Regina Gouvêa Barbatho

Estante Digital, Vocabulário Controlado e Sítios Correlatos
Lucia Maria Velloso de Oliveira

Acervos: Serviço de Arquivo Histórico e Institucional e Serviço de Biblioteca da FCRB

PUC-Rio
Desenvolvimento do Sítio, Desenvolvimento Tecnológico dos Jogos e Vocabulário Controlado
Equipe do LAMBDA

Acesse aqui Sítio Escravidão, abolição e pós-abolição

Fonte: FCRB | Preta, preto, pretinhos

COMPARTILHAR
Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS