Nunca me Sonharam, de Cacau Rhoden,

Nunca me sonharam nos convida ao diálogo sobre a realidade do ensino médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, o filme questiona: como nós, enquanto sociedade, estamos cuidando e valorizando a qualidade da educação oferecida aos jovens na fase mais sensível e transformadora de suas vidas?

“As pessoas falam assim: ‘a escola é chata, a escola é muito chata’. Mas mesmo a escola mais chata salva milhares de vidas neste país. A gente fez uma longa luta pra redução da mortalidade infantil e agora nós matamos todos com 11, 12, 13 anos. Porque nós não fazemos políticas pra essa juventude.”
– Macaé Evaristo, professora e mestre em educação.

Cacau Rhoden entrevistou jovens e estudiosos de dez estados para debater o assunto. A diretora conta que sua intenção foi investigar em que condições se dá o ensino médio nas escolas públicas e por que muitos alunos estão abandonando a escola. Na sua visão, os jovens, apesar de todas as adversidades enfrentadas, sentem-se protagonistas de seus caminhos.

“Como meus pais não foram bem sucedidos na vida, eles também não me influenciavam, não me davam força para estudar. Achavam que quem entrava na universidade era filho de rico. Acho que eles não acreditavam que o pobre também pudesse ter conhecimento, que pudesse ser inteligente. Para eles, o máximo era terminar o ensino médio e arrumar um emprego: trabalhador de roça, vendedor, alguma coisa desse tipo. Acho que nunca me sonharam sendo um psicólogo, nunca me sonharam sendo professor, nunca me sonharam sendo um médico, não me sonharam. Eles não sonhavam e nunca me ensinaram a sonhar. Tô aprendendo a sonhar.”
– Felipe Lima, estudante

“A ideia da meritocracia eu acho ótima, cara. Mas ela é uma desculpa muito boa pra você não ter que resolver alguns problemas, sabe. Faz uma corrida pra chegar ao topo do prédio… Só que ele tá largando do quinto andar e eu tou largando do subsolo. E ele vai de elevador.”
– Felipe Silva, redator.

O documentário Nunca me sonharam, de Cacau Rhoden, lançado em junho nos cinemas, chega agora aos serviços de vídeo sob demanda – streaming, disponível nas plataformas Now (Net), Vivo Play, Google Play e iTunes. veja o trailer:

Documentário: Nunca me sonharam
Sinopse: Os desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do Ensino Médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, ‘Nunca me sonharam’ reflete sobre o valor da educação.
Brasil, 2017. 90 minutos.
Direção: Cacau Rhoden. Argumento: Tiago Borba, Ricardo Henriques e Cacau Rhoden. Produção: Marcos Nisti, Estela Renner e Luana Lobo. Distribuição: Maria Farinha Filmes.
O longa é uma produção da Maria Farinha Filmes, responsável também por documentários como Tarja brancaMuito além do peso e O começo da vida. Classificação indicativa: 10 anos.

Nunca me sonharam está disponível nas plataformas Now (Net), Vivo Play, Google Play e iTunes. Saiba como assistir online AQUI!

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS