Libreflix, serviço de streaming aberta, colaborativa e gratuita

Reúne produções audiovisuais independentes, de livre exibição e que fazem pensar

Os criadores do projeto defendem novas formas de compartilhamento da cultura. Formas que atinjam todas as pessoas, principalmente as que não podem pagar por ela. Formas que conectem os artistas direto com os fãs. E até formas que permitam que artistas criem algo novo à partir do trabalho de outros artistas.

O curitibano Guilmour Rossi, de 21 anos, lançou em meados de julho o Libreflix, uma plataforma de streaming gratuita com um conceito baseado na cultura livre. A ideia é distribuir obras sem custos para o consumidor e para o intermediário, sem ferir direitos autorais.

O próprio usuário pode submeter produções audiovisuais à plataforma. Para isso, basta criar uma conta e enviar o arquivo — o que não quer dizer que o filme, curta ou série será adicionado imediatamente. A equipe da Libreflix faz uma pesquisa para ver se não há problema em liberar o título antes de acrescentar ao catálogo.

Assim como nos serviços tradicionais pagos, como a Netflix, o Libreflix conta com algumas categorias por meio das quais usuários podem filtrar o tipo de conteúdo a que querem assistir: clássicos, nacionais, curtas, documentários, filmes, séries e infantis.

O catálogo do Libreflix já conta com 52 produções, mas a fila é grande: 100 obras esperam pela análise de liberação.

Algumas sugestões:

:: Deep Web, documentário que mostra a prisão e o julgamento do criador do mercado negro on-line Silk Road
:: We Are Legion, documentário sobre o grupo de hackers Anonymouys
:: Metrópolis, o clássico de Fritz Lang
:: Viagem à Lua, curta de 1902 dirigido por George Méliès e considerado como a primeira obra de ficção científica do cinema
:: Castelo Rá-Tim-Bum, a série infantojuvenil que foi sucesso nos anos 1990
:: A Vida em Um Dia, dirigido por Ridley Scott, reunião de filmagens feitas por várias pessoas ao redor do mundo
:: Hotel Laide, curta-metragem sobre um antigo hotel social que existiu na cracolândia, em São Paulo
:: Earthlings, que escancara as crueldades da indústria da carne e de alimentos derivados de animais
:: Observar e Absorver, do diretor Júnior SQL, sobre Eduardo Marinho, que adotou um estilo de vida alternativo
:: Freenet?, sobre os rumos da internet

O serviço ainda não conta com aplicativos, mas pode ser facilmente visto via navegador web a partir deste link.

Fonte: WindowsClub | Libreflix

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte

Literatura – Artes e fotografia – Educação – Cultura e sociedade – Saúde e bem-estar


COMENTÁRIOS