Bibliotecas e acervos virtuais no Brasil

“(…) Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas
e não entraves seu uso
aos que têm sede.”
– Cora Coralina, do poema “Aninha e suas pedras”, em “Vintém de cobre – Meias confissões de Aninha”, (out/1981). São Paulo: Global Editora, 1991, p. 139.

Os sites trazem todos os tipos de obras: livros, fotografias, partituras, pinturas, iconografia, mapas, documentos históricos, acadêmicos, entre outros. Veja as principais bibliotecas digitais no Brasil e tenha acesso gratuito a diversos conteúdos. Para acessar basta clicar sobre o nome. Bom aproveito!

Biblioteca Digital Brasil – Fundação Biblioteca Nacional – abrange projetos específicos: Rede da Memória Virtual Brasileira (sobre as expressões culturais das artes, música, literatura e história do país e de suas regiões); A França no Brasil (portal digital entre as Bibliotecas Nacionais do Brasil e da França); Periódicos & Literatura; Guerra do Paraguai; Coleção Thereza Christina (coleção de fotografias do Imperador D. Pedro II); Hemeroteca Digital Brasileira (acervo de periódicos – jornais, revistas, anuários, boletins etc. – e de publicações seriadas). Entre outros.

Biblioteca Digital do Museu Nacional – disponibiliza itens do acervo de obras raras da Biblioteca do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Essas coleções formam um patrimônio de referência nas áreas de ciências naturais e antropológicas. Os arquivos podem ser baixados através desta página e suas versões em altíssima resolução estão disponíveis para acesso em terminais da instituição.

Biblioteca Nacional Sem Fronteiras – programa desenvolvido pela Biblioteca Nacional que visa democratizar o acesso da instituição. É composta por coleções digitais temáticas, refletindo todas as áreas da instituição em em especial os tesouros da Biblioteca Nacional. Seu acervo é dividido em manuscritos e obras raras. Em português.

Biblioteca Virtual da América Latina – desenvolvida pela Fundação Memorial da América Latina, localizada na cidade de São Paulo, com apoios da FAPESP, tem como objetivo disseminar informação e conhecimento sobre a América Latina, nos aspectos das humanidades, ciências e artes produzidos pelo Memorial da América Latina.

CPDOC/FGV – é desenvolvido pela Escola de Ciências Sociais e História da Fundação Getúlio Vargas – FGV. Apresenta uma série de conteúdos, tais como os dossiês sobre a história do Brasil (50 anos de Brasília, anos JK, Jango e Era Vargas); entrevistas de história oral (a maior parte voltada para o estudo da trajetória e desempenho das elites brasileiras desde os anos de 1930).

Biblioteca Digital do Senado Federal – o acervo digital é variado, dividindo-se entre livros, obras raras, artigos de revista, notícias de jornal, produção intelectual de senadores e servidores do Senado Federal, legislação em texto e áudio, entre outros documentos. As obras são de domínio público ou possuem direitos autorais cedidos pelos proprietários, possibilitando acesso e download gratuitos das obras.

Brasiliana USP – esta biblioteca digital é fruto da doação do acervo pessoal do bibliógrafo José Mindlin e sua esposa Guita para a Universidade de São Paulo, que também está sendo materializado na forma de uma biblioteca localizada no campus da USP. Há livros, mapas e imagens em domínio público.

Biblioteca Digital de Obras Raras – reúne e disponibiliza a íntegra digitalizada de livros considerados raros (levando em conta o valor histórico, a antiguidade e a não existência de outras impressões ou edições), e que estão localizados nas unidades da Universidade de São Paulo.

Biblioteca Virtual de Literatura – a Biblioteca Virtual de Literatura é um veículo de divulgação e informação destinado a especialistas e pesquisadores, alunos e professores das diversas literaturas e também a leitores e usuários da rede em geral. Com especial atenção à Literatura Brasileira, a BVL ocupa-se ainda das demais literaturas em língua portuguesa e das literaturas latino-americanas e abrange todas as outras literaturas. A literatura dramática está incluída, vinculada às atividades que a levam à cena.

Literatura Digital UFSC – biblioteca de literaturas da língua portuguesa (fonte primária e gratuita de textos literários do Brasil e Portugal em versão integral).

Livros Raros do Mosteiro de São Bento da Bahia – projeto de restauração de livros raros dos séculos XVI, XVII, XVIII e XI digitalizados e disponibilizados.

Arquivo Público do Estado de São Paulo (Memória pública) – o Departamento de Preservação e Difusão de Acervo é responsável pela custódia da documentação permanente depositada no Arquivo Público do Estado. É sua responsabilidade preservar todos os documentos que estão sob sua guarda, constituindo-se como um serviço público aos cidadãos e fomentando o acesso aos documentos que integram uma parte da memória da sociedade sob responsabilidade do Estado. A este programa de ação permanente do Departamento denominamos Memória Pública. O Arquivo Público do Estado de São Paulo-APESP disponibiliza em seu Acervo Digitalizado manuscritos, álbuns, fotografias, periódicos, livros, jornais, revistas, mapas, entre outros. No caso de obras que não sejam de domínio público, a utilização é de responsabilidade exclusiva do usuário e depende da autorização expressa dos detentores dos direitos, ou na forma da Lei de Direito Autoral (Lei 9.610 de 16 de fevereiro de 1998).

Templo Cultural Delfos é um Repositório Digital de conteúdos culturais, educacionais, artísticos e científicos. Já é considerado por muitos uma das maiores referências biobibliográficas de autores literários de língua portuguesa.

Bibliomania – Livre à literatura e com mais de 2000 textos clássicos. Notas dos livros, biografia dos autores, sumários dos livros e obras de referência.

A França no Brasil – portal digital conjunto das bibliotecas nacionais da França e do Brasil com mapas, fotografias, textos impressos e desenhos sobre a relação entre a França e o Brasil desde o século XVI até o início do século XX.

Domínio Público (Biblioteca digital) – desenvolvida pelo Ministério da Educação (MEC), que disponibiliza gratuitamente textos, imagens, vídeos, áudios que estão livres de direitos autorais. Além de livros de autores da literatura brasileira e portuguesa, o sistema recupera publicações científicas da base de teses e dissertações da CAPES.

Biblioteca Digital do Supremo Tribunal Federal – Para os estudantes e profissionais da área de Direito, esta é uma ótima fonte de pesquisa para documentos, livros, artigos e outros arquivos de interesse para a área.

Biblioteca Digital e Sonora – Com acesso gratuito, mas exclusivo para pessoas com deficiência visual, reúne diversos materiais no formato digital para facilitar o acesso dessas pessoas aos conteúdos.

Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) – desenvolvida pelo IBICT – Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, objetiva integrar os sistemas de informação de teses e dissertações existentes no país, assim como disponibilizar gradativamente para consulta ou download, a produção nacional de teses e dissertações.

Banco de Teses da CAPES – visa facilitar o acesso a informações sobre teses e dissertações defendidas junto a programas de pós-graduação do país. Ele não dá acesso direto ao texto das monografias, mas apenas às informações sobre eles e a instituição de ensino onde estão depositadas. Mas acaba sendo uma mão na roda para encontrar dados sobre teses do país todo. Desenvolvido pela CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP – base de teses e dissertações da USP (Universidade de São Paulo), onde os textos podem ser acessados em texto integral. Ressalta-se que nem todas as teses e dissertações defendidas nas unidades das USP estão contidas neste banco, pois ele está sendo alimentado ao longo do tempo.

Biblioteca Digital da UNICAMP – disponibiliza milhares de documentos para download livre, entre teses, dissertações, artigos, entre outros tipos de trabalhos produzidos pelos alunos e pesquisadores da Unicamp.

Biblioteca Digital de Ciências da Unicamp – disponibiliza livremente softwares, imagens, teses, monografias e apostilas voltadas ao ensino de qualquer disciplina da área biológica. Também disponibiliza artigos publicados pela Revista Brasileira de Ensino de Bioquímica e Biologia Molecular. É desenvolvido pelo Laboratório de Tecnologia Educacional do Instituto de Biologia, da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp. Em português.

Biblioteca Digital da UNESP – acervo digital de teses, dissertações, artigos, livros e outros documentos publicados.

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG – disponibilização digital de teses, dissertações e textos acadêmicos.

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações Eletrônicas da UERJ – disponibiliza teses e dissertações, em texto completo, produzidas pelos mestrandos e doutorandos.

LUME – Repositório Digital, UFRGS – é o portal de acesso às coleções digitais produzidas no âmbito da Universidade e de outros documentos que, por sua área de abrangência e/ou pelo seu caráter histórico, é de interesse da Instituição centralizar sua preservação e difusão.

Biblioteca Digital da Escola de Música da UFRJ – obras raras dos séculos XVI ao XVIII, manuscritos autografados de alguns dos principais compositores brasileiros, documentos históricos, periódicos e iconografia.

Biblioteca de Fotografia – Instituto Moreira Salles: A Biblioteca de Fotografia do IMS Paulista é uma iniciativa única no Brasil. Com capacidade para abrigar 30 mil itens, visa a incentivar a pesquisa no campo fotográfico e a colaborar para a compreensão da fotografia nos seus mais diversos modos. Estão disponíveis cerca de 12 mil imagens para pesquisas online. Você pode realizar buscas, cadastrar-se para salvá-las ou enviar sua seleção de imagens, caso deseje utilizá-las. Na base de dados a visualização das imagens é de até 200% de ampliação. As alternativas de ação são busca livre; busca avançada; solicitação de uso de imagens e opções de visualização.

Mnemocine – o site Mnemocine disponibiliza em seu banco de dados: teses, dissertações, artigos e ensaios sobre Cinema Brasileiro.

Cinema Libre – filmes em domínio público disponíveis online em versões completas e legendadas.

Museu da Música de Mariana – o museu vem desenvolvendo projetos de conservação e difusão de seu acervo, reeditando obras raras de música religiosa dos séculos XVIII ao XX, além de outras ações na musicologia brasileira.

Banco de Conteúdos Culturais – além de assistir à íntegra de filmes das produtoras Atlântida e Vera Cruz, o internauta tem acesso a cartazes e fotos do cinema nacional e ao acervo da TV Tupi, com vídeos e roteiros da antiga emissora.

Instituto Memória Musical Brasileira – catálogo virtual com a discografia da música brasileira contando com mais de 80 mil discos cadastrados, sendo cerca de 577 mil fonogramas​, 91 mil artistas. É possível ouvir cerca 110 mil músicas e baixar 25 mil partituras da Banda do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro com arranjos completos para bandas e orquestras de sopro.

Museu de Arte Contemporânea da USP – cerca de oito mil obras, entre óleos, desenhos, gravuras, esculturas, objetos e trabalhos conceituais. São obras de artistas como Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Brecheret, Tarsila, Rego Monteiro, Portinari, Oiticica, De Chirico, Modigliani, Boccioni, Picasso e Chagall, entre outros.

Biblioteca Mário de Andrade – tesouros da Cidade de São Paulo.

Arquivo Publico do Estado de Minas Gerais – Sistema Integrado de Acesso do Arquivo Público Mineiro (SIAAPM) – no SIAAPM já estão disponíveis, para consulta, instrumentos de pesquisa, milhares de documentos (manuscritos, iconográficos, cartográficos, filmográficos), a coleção da centenária Revista do Arquivo Público Mineiro e milhares de fichas catalográficas dentro da Plataforma Hélio Gravatá, entre outros. Atualmente, cerca de 5,0% do acervo do APM está disponibilizado integralmente no SIAAPM.

Arquivo Público do Estado de São Paulo: Acervo Digitalizado – o Arquivo Público do Estado de São Paulo-APESP disponibiliza em seu Acervo Digitalizado manuscritos, álbuns, fotografias, periódicos, livros, jornais, revistas, mapas, entre outros. Veja também: O Guia do Acervo representa o mais abrangente instrumento de pesquisa da documentação do Arquivo Público do Estado.

O Latin American Microform Project (LAMP) do Center for Research Libraries (CRL) -digitalizou publicações emitidas pelo Poder Executivo do Governo do Brasil entre 1821 e 1993, e as mais antigas remetem até o fim do Império em 1889.

Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro (AGCRJ): Acervo-online – o acervo do AGCRJ é formado por documentos, catálogos, manuscritos, fotografias, gravuras, áudio, vídeo, livros, periódicos e afins. Disponíveis para pesquisa online.

Biblioteca Virtual de Direitos Humanos da USP – criada pela Comissão de Direitos Humanos da Universidade de São Paulo. Oferece acesso a materiais relativos à defesa e à promoção dos Direitos Humanos no Brasil. São abrangidos textos de Direitos Humanos elaborados, aprovados e proclamados pelos organismos internacionais e ratificados pelo governo brasileiro, todos em português.

Memória e resistência – o PROIN: Projeto Integrado Arquivo do Estado/ Universidade de São Paulo, uma extraordinária experiência pedagógica e científica que conseguiu conjugar dois objetivos: o resgate da memória política nacional e a formação de pesquisadores em nível de excelência. FUNDO DEOPS (Inventário do DEOPS).

Arquivos da Ditadura – durante os últimos trinta anos, Elio Gaspari reuniu documentos que serviram de base para a edição e a reedição de seus livros sobre o governo militar no Brasil. Entre bilhetes, despachos, discursos, manuscritos, diários de conversas travadas pela cúpula e telegramas do governo americano, seu arquivo pessoal reúne mais de 15 mil itens sobre a ditadura. São registros que se iniciam nos anos anteriores ao golpe de 1964 e seguem até os estertores do regime. Entre eles, há 10 mil provenientes do arquivo do general Golbery do Couto e Silva, como suas apreciações e análises conjunturais redigidas em três momentos distintos, de 1960 a 1968. Este site disponibiliza uma seleção desse rico material, parte dela presente também na versão em e-book dos quatro volumes da série sobre os “anos de chumbo. É a primeira vez que esses documentos ficam disponíveis para consulta na internet.

Documentos Revelados – espaço de referência histórica com disponibilização de acervos documentais do período da Ditadura.

Acervo Digital do Museu da Imigração do Estado de São Paulo – o projeto memória da Imigração integra, por meio de um banco de dados online, o acervo digital do Museu da Imigração e documentos pertencentes ao Arquivo Público do Estado de São Paulo. No total são mais de 250 mil imagens disponíveis para consulta e download gratuito, em uma ferramenta que revoluciona o acesso a fragmentos da história paulista e brasileira.

Portal do Professor – o portal, lançado em 2008 pelo Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, tem como objetivo apoiar os processos de formação dos professores brasileiros e enriquecer a sua prática pedagógica. É um espaço público e pode ser acessado por todos os interessados.

Biblioteca Digital Paulo Freire – a biblioteca digital Paulo Freire (BDPF) tem por objetivo principal “disponibilizar pressupostos filosóficos, sociológicos e pedagógicos do pensamento freireano, para suportar ações educativas coletivas facilitadoras da inclusão dos sujeitos educacionais na sociedade da informação”.

Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira – o Dicionário Cravo Albin é dedicado à música popular do Brasil, desenvolvido inicialmente pela PUC-RJ e depois pelo Ministério da Cultura, através da Biblioteca Nacional. Apresenta como verbetes nomes de cantores, nomes de grupos e bandas, gêneros musicais e seus respectivos históricos, biografias e obras.

Biblioteca Digital das Artes do Espetáculo – Revistas “A Scena Muda” e “Cinearte” – disponibiliza a coleção digitalizada completa das duas primeiras revistas brasileiras dedicadas ao cinema: “A Scena Muda” e “Cinearte”, editadas na primeira metade do século 20. Projeto desenvolvido pela Biblioteca Jenny Klabin Segall do Museu Lasar Segall, em São Paulo.

Acervo Digital: Museu Afro Brasil – o Acervo do Museu Afro Brasil conserva mais de 5 mil obras que englobam diferentes áreas de múltiplos universos culturais africanos, indígenas e afro-brasileiro. Dividido por meio de Núcleos temáticos, o acervo procura abranger aspectos da arte, da religião afro-brasileira, do catolicismo popular, do trabalho, da escravidão, das festas populares, registrando assim, a trajetória histórica, artística e as importantes influências africanas na construção da sociedade brasileira.

Projeto Eliseu Visconti – o projeto Iniciou em 2005 com a construção do site oficial do pintor. O objetivo de preservar e divulgar a memória da vida e da obra do pintor Eliseu Visconti, além de organizar todo acervo documental sobre sua obra.

Projeto Ernesto Nazareth 150 anos – disponibiliza todo o acervo digital da obra e vida de Ernesto Nazareth – Realização Instituto Moreira Salles (IMS).

Acervo Digital Tom Jobim – o acervo de Tom Jobim foi organizado e digitalizado em 2001 com a criação do Instituto Antonio Carlos Jobim e conta com mais de 9.000 itens catalogados. É possível ouvir músicas, ver suas partituras, fotos, documentos, áudios e vídeos; além de textos sobre momentos marcantes de sua vida e frases de sua autoria.

Biblioteca Virtual em Saúde Fiocruz – disponibiliza literatura Científica; bases bibliográficas sobre (aleitamento materno, bioética e diplomacia em saúde, doenças infecciosas e parasitárias, educação profissional em saúde, história e patrimônio cultural da saúde, integralidade em saúde, saúde pública, Sergio Arouca, violência e saúde); Teses e Dissertações em Saúde Pública; Teses Fiocruz; Acervos Bibliográficos (Aggeu Magalhães, Saúde Pública, Casa de Oswaldo Cruz, Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli, Centro de Pesquisas René Rachou, Farmanguinhos, Gonçalo Moniz); Catálogo de Revistas (saúde pública, Aggeu Magalhães, casa de Oswaldo Cruz, Gonçalo Moniz).

Biblioteca Virtual em Saúde – Saúde Pública Brasil – a BVS-SP Brasil inclui, além dos serviços tradicionais de acesso à literatura científica, listas de discussão, acesso à legislação estadual e municipal, modelos de ação, notícias e promoção de participação da comunidade. Também é o espaço para o desenvolvimento de um programa de capacitação de produtores, intermediários e usuários na operação da BVS-SP Brasil por meio de cursos presenciais ou conduzidos à distância pela Internet.

Biblioteca do IBGE – a Biblioteca do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE possui um vasto acervo de monografias, mapas, publicações, fotografias, cartazes e demais conteúdos relacionados à documentação territorial do Brasil, assim como a própria produção da instituição.

Biblioteca Interativa do SEBRAE – espaço aberto à construção e compartilhamento do conhecimento, que visa contribuir para o contínuo aprendizado do empreendedorismo, auxiliando o desenvolvimento e o fortalecimento dos pequenos negócios. Desenvolvido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Há muitos textos e cartilhas que explicam detalhes dos vários tipos de negócios e fornecem dicas importantes para o empreendedor.

Banco de Imagens do Estado de São Paulo – banco de fotos, em alta resolução, dos municípios paulistas que tem o objetivo de facilitar a pesquisa sobre os pontos turísticos do Estado. São mais de 3 mil fotos gratuitas de mais de 300 municípios. Foi idealizada pela Federação de Convention & Vistitors Bureaux do Estado de São Paulo, em conjunto com o Governo do Estado de São Paulo e a EMBRATUR. Também está disponível em inglês, espanhol e francês.

Biblioteca Virtual do Estado de São Paulo – a Biblioteca Virtual disponibiliza a base de dados programas e projetos sociais. Nessa base, você pode fazer uma busca pelas informações referentes às ações e programas sociais mantidos pelas Secretarias e outros órgãos vinculados diretamente ao Governo do Estado de São Paulo.

Scielo – livraria online de artigos científicos brasileiros.

LP´s Brasil: acervo de vinis – o Blog é dedicado à divulgação da Música Brasileira Bossa Nova, MPB e Rock.

VISITE TAMBÉM
:: Bibliotecas tesouros da humanidade (as mais belas bibliotecas pelo mundo).  Acesse AQUI!
:: Memória do Mundo: Museus e Arquivos. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: o choro e seus chorões. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: documentários para assistir e estudar. Acesse AQUI!
:: Música tradicional – folguedos e danças populares: o nosso patrimônio imaterial. Acesse AQUI!
:: Patrimônio cultural imaterial brasileiro. Acesse AQUI!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte

Literatura – Artes e fotografia – Educação – Cultura e sociedade – Saúde e bem-estar


COMENTÁRIOS