Alice Ruiz, escritora 2012

Do livro ‘Dois em um

Tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados

tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido

e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado
– Alice Ruiz, no livro “Dois em um”. São Paulo: Iluminuras, 2008.

§

você esqueceu?
isso acontece
só os mortos
não esquecem
– Alice Ruiz, no livro “Dois em um”. São Paulo: Iluminuras, 2008.

§

que viagem
ficar aqui
parada
– Alice Ruiz, no livro “Dois em um”. São Paulo: Iluminuras, 2008.

§

falta de sorte
fui me corrigir
errei
– Alice Ruiz, no livro “Dois em um”. São Paulo: Iluminuras, 2008.

§

Do livro ‘Jardim de Haijin

à sombra de outra
pequena árvore cresce
para onde o sol nasce
– Alice Ruiz, no livro “Jardim de Haijin”. [ilustrações de Fé]. São Paulo: Iluminuras, 2010.

§

passeio no Ibirapuera
uma cerejeira florida
interrompe a conversa
– Alice Ruiz, no livro “Jardim de Haijin”. [ilustrações de Fé]. São Paulo: Iluminuras, 2010.

§

jasmim do cabo
um chão todo florido
e perfumado
– Alice Ruiz, no livro “Jardim de Haijin”. [ilustrações de Fé]. São Paulo: Iluminuras, 2010.

§

manhã de primavera
para todas as flores
dia de estreia
– Alice Ruiz, no livro “Jardim de Haijin”. [ilustrações de Fé]. São Paulo: Iluminuras, 2010.

§

Do livro “Yuuka. haicais

viola caipira
os remos dos barcos
seguem ritmo

        (Londrina, 99)
– Alice Ruiz, no livro “Yuuka. haicais”. Porto Alegre RS: AMEOP – Ame o Poema, 2004.

§

a gaveta da alegria
já está cheia
de ficar vazia

        (arrumando papéis, 97)
– Alice Ruiz, no livro “Yuuka. haicais”. Porto Alegre RS: AMEOP – Ame o Poema, 2004.

§

Alice Ruiz – foto: J. S. Vieira

BREVE BIOGRAFIA
Alice Ruiz nasceu em Curitiba (PR), em 22 de janeiro de 1946. Desde cedo demonstrou seu pendor para a escrita, tendo publicado, aos 26 anos, em jornais culturais e revistas, alguns poemas escritos em sua juventude. Seu primeiro livro, “Navalhanaliga”, foi publicado quando tinha 34 anos. Foi casada com Paulo Leminski, já falecido, com quem teve três filhas. Foi ele quem, ao ler seus poemas, descobriu que a autora escrevia haicais. Encantada com essa forma poética japonesa, passou a estudá-la, tendo traduzido quatro livros de autores e autoras japonesas, nos anos 80. Compõe letras desde os 26, tendo lançado, em 2005, seu primeiro CD, o “Paralelas”, em parceria com Alzira Espíndola. Escreveu, antes de lançar seu primeiro livro, textos feministas, no início dos anos 1970 e editou algumas revistas, além de textos publicitários e roteiros de histórias em quadrinhos. Participou do projeto Arte Postal, pela Arte Pau Brasil; da Exposição Transcriar – Poemas em Vídeo Texto, no III Encontro de Semiótica, em 1985, SP; do Poesia em Out-Door, Arte na Rua II, SP, em 1984; Poesia em Out-Door, 100 anos da Av. Paulista, em 1991; da XVII Bienal, Arte em Vídeo Texto e também integrou o júri de 8 Encontros Nacionais de Haicai, em São Paulo.
Fonte: Releituras

Obra da autora
:: Paixão xama paixão. 1983.
:: Pelos pêlos. 1984.
:: Hai Tropikai. [de Alice Ruiz e Paulo Leminski]. 1985.
:: Navalhanaliga. Curitiba: Editora ZAP, 1980.
:: Rimagens. [desenhos de Leila Pugnaloni]. 1985.
:: Nuvem feliz. [desenhos de Takashi Fukushima]. 1986.
:: Vice versos. 1988. Prêmio Jabuti de Poesia (1989).
:: Desorientais. 1996; 5ª ed., [apresentação José Miguel Wisnik; capa Fê]. São Paulo: Iluminuras, 2001.
:: Hai Kais. [de Alice Ruiz e Guilherme Mansur] 1998.
:: Poesia pra tocar no rádio. 1999.
:: Yuuka. 2004.
:: Conversa de passarinhos. Haikais. [ilustrações Xiloceasa]. São Paulo: Iluminuras, 2008.
:: Dois em um. São Paulo: Iluminuras, 2008.
:: Proesias. [ilustrações Xiloceasa]. Belo Horizonte: Tipografia Acaia, 2010.
:: Jardim de Haijin. [ilustrações de Fé]. Coleção Livros da Tribo. São Paulo: Iluminuras, 2010.
:: Dois Haikais. 2011.
:: Estação dos bichos. [ilustrações de Fê]. São Paulo: Iluminuras, 2011.
:: Outro silêncio haicais. São Paulo: Boa Companhia, 2015.

Mais sobre Alice Ruiz
:: Alice Ruiz – Site Oficial

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS