O documentário 'Divinas Divas', estreia de Leandra Leal na direção, é uma das atrações da abertura da 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes

A Mostra de Cinema de Tiradentes celebra duas décadas de história neste ano, e reúne todas as manifestações da arte numa programação abrangente e gratuita.

Ao todo, serão exibidos 108 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais. O evento também realizará o 20º Seminário do Cinema Brasileiro que inclui debates, mesas temáticas, diálogos audiovisuais e a série Encontro com a Crítica, o diretor e o público. Serão ainda oferecidas 240 vagas em 10 oficinas, a Mostrinha de Cinema para o público infantojuvenil, exposições, cortejo da arte e atrações artísticas, beneficiando um público estimado em mais de 35 mil pessoas.

“A Mostra de Cinema de Tiradentes celebra seus 20 anos como principal fonte de inovação e projeção do cinema brasileiro no país. No decorrer de sua trajetória, testemunhou o surgimento de uma nova geração de realizadores e favoreceu a visão de conjunto. Permitiu visualizar novos rumos, cresceu e renovou-se. A cada edição, imprime sua identidade e faz proposições consolidando-se como um espaço enriquecedor de exibição e discussão do cinema brasileiro contemporâneo, que a tornou única e desejada”, registra Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora da Mostra Tiradentes.

Abertura e homenagens

A cidade histórica de Tiradentes recebe a instalação de três espaços de exibição: Cine-Tenda, Cine-Teatro e Cine-Praça e abre a programação, no dia 20, às 21h, no Cine-Tenda prestando homenagens às atrizes, produtoras e diretoras Helena Ignez e Leandra Leal, duas das mais importantes intérpretes e criadoras do audiovisual brasileiro nos últimos anos, que receberão o Troféu Barroco.

Na sequência, será exibido o documentário ‘Divinas Divas’, estreia de Leandra Leal na direção. O tributo se estende ao longo do fim de semana, com a exibição dos filmes da Mostra Homenagem e o debate ‘O percurso de Helena Ignez e Leandra Leal’, que vai reunir as duas no centro de um bate-papo com a plateia, críticos e pesquisadores convidados.

O encerramento será no dia 28, com exibição do filme mineiro ‘A Cidade onde Envelheço’, de Marília Rocha.

O encerramento da 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes será no dia 28, com exibição do filme mineiro ‘A Cidade onde Envelheço’, de Marília Rocha.

A temática central da Mostra em 2017 é ‘Cinema em Reação, Cinema em Reinvenção’. A proposta, desenvolvida pelo curador Cleber Eduardo, é colocar em debate um cinema que reage a seu espaço e a seu tempo histórico. O mote foi a efervescência social e política ao longo de 2016, no intuito de estimular uma reflexão sobre as maneiras como o cinema e a arte se movem neste contexto. “A discussão a se propor é que a reação aos recentes acontecimentos políticos ou sociais, através do cinema, só terá força se o cinema for colocado como carro-chefe, e não como palanque, megafone,hashtagou militância”, diz o curador. “Se a militância estiver à frente dos filmes, o efeito será limitado. Para um cinema verdadeiramente político, a estética deve estar ao lado ou à frente do político”, diz o curador.
SERVIÇO
Festival: 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes
Data: 20 a 28 de janeiro de 2017
Mais informações: mostratiradentes.com.br ou (31) 3282-2366
Site Oficial: Mostra Tiradentes
Toda a programação é gratuita.

Fonte: JB online

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte

Literatura – Artes e fotografia – Educação – Cultura e sociedade – Saúde e bem-estar


COMENTÁRIOS