Ser e ter (Ëtre et avoir) - direção: Nicolas Philibert (2002)

“É assim que venho tentando ser professor, assumindo minhas convicções, disponível ao saber, sensível à boniteza da prática educativa, instigado por seus desafios que não lhe permitem burocratizar-se, assumindo minhas limitações, acompanhadas sempre do esforço por superá-las, limitações que não procuro esconder em nome mesmo do respeito que me tenho e aos educandos”
– Paulo Freire, em “Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa”. Coleção Leitura. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

“As imagens, portanto, parece dominar o mundo, ou mais: o mundo, às vezes, parece só existir através delas, que cineticamente sugerem, mesmo, vários mundos que coabitam e se mostram dentro dessa complexidade de discursos simultâneos.”
– Aldo Victorio Filho, em “Poéticas Visuais Cotidianas”. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa; SGARBI, Paulo (Org.). Fora da escola também se aprende. Rio de Janeiro: DP&A, 2001, p. 52.

Educação. A palavra é simples, mas o assunto é extremamente complexo. Confira alguns documentários que abordam diferentes aspectos sobre o tema:

Mitã – criança brasileira – direção: Lia Mattos e Alexandre Basso (2013)

1. Mitã – criança brasileira
Sinopse: Mitã. Criança brasileira. O ser humano em sua dimensão criadora transcende o tempo despertando para as possibilidades de um “Mundo Novo”. Uma poética da infância inspirada por Fernando Pessoa, Agostinho da Silva e Lydia Hortélio, trazendo importantes ideias sobre educação, natureza, espiritualidade e a Cultura da Criança.
Ficha técnica
Ano: 2013 – Duração: 52 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção e roteiro: Lia Mattos e Alexandre Basso
Fotografia: Alexandre Basso

Ser e ter (Ëtre et avoir) – direção: Nicolas Philibert (2002)

2. Ser e ter (Ëtre et avoir)
Sinopse: O documentário acompanha os estudantes de uma escola rural da França, do jardim da infância até o último ano do primário, dos quatro aos 11 anos. O período mostra as crianças em pleno processo de formação do conhecimento e da identidade pessoal, acompanhando-as em sua transição do universo familiar para um ambiente no qual é levado em conta sua individualidade sem pressupostos.
Ficha técnica
Ano: 2002 – Duração: 104 min.
País: França- Gênero: Documentário
Direção e roteiro: Nicolas Philibert
Fotografia: Hugues Gemignani, Katell Djian, Laurent Didier, Nicholas Philibert
Trilha Sonora: Philippe Hersant
* Documentário disponível (legendas em português) Aqui!

Sementes do Nosso Quintal – direção: Fernanda Heinz Figueiredo (2012)

3. Sementes do nosso quintal
Sinopse: Um documentário sobre uma escola bem diferente, a Te-Arte, que ensina as crianças de forma lúdica, com brincadeiras, sem separação de idades, e em contato com a natureza e com os animais. Sua idealizadora é Thereza Soares Pagani, que vive a escola como seu maior objetivo de vida, e ensina a valorização da infância. brasileira.
Ficha técnica
Ano: 2012 – Duração: 120 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Fernanda Heinz Figueiredo
Roteiro: Fernanda Heinz Figueiredo, Renata Meirelles
Fotografia: Dado Carlin, Mariano Kweller

A Educação Proibida (La Educación Prohibida) – direção: Germán Doin (2012)

“O que faz com que o estudante fracasse na escola ? Não é o estudante quem fracassa, é o sistema que está mal planejado. É que as reformas educacionais atuais, em voga em muitas partes, estão mal enfocadas.” “As escolas e os colégios da América Latina não são mais do que espaços de tédio e aborrecimento. Eu sempre os convido a passar pelos colégios para que vejamos uma caricatura que tem que acabar. É um professor em frente a um quadro negro ditando aulas, em pleno século 21, isso não tem sentido.”

4. A Educação Proibida (La Educación Prohibida)
Sinopse: Através de 45 experiências educativas fora dos padrões tradicionais, que foram analisadas em 90 entrevistas com pessoas de oito países diferentes, o documentário A Educação Proibida se propõe a questionar as lógicas da escolarização moderna e a forma de entender a educação. Além de apresentar vias alternativas para como crianças e adolescentes estão sendo educados, o filme demonstra as falhas do modelo de educação vigente, que produz cidadãos doutrinados pelo sistema e que proíbe qualquer ato que não esteja conforme a norma estabelecida por ele.
Ficha técnica
Ano: 2012 – Duração: 115 min.
País: Argentina – Gênero: Documentário
Direção: Germán Doin
Roteiro: Germán Doin, Verónica Guzzo, Julieta Canicoba e Juan Vautista
Fotografia: Sandra Grossi
* Documentário disponível (legendas em português) Aqui!

Girl Rising – direção: Richard Robbins (2013)

5. Girl Rising
Sinopse: Nove histórias com um objetivo comum: vencer a pobreza e as injustiças sociais e econômicas a partir da educação. “Girl Rising” aborda a história de nove garotas, em países como Nepal, Peru e Etiópia, que buscam a oportunidade de frequentar a escola e têm suas histórias narradas por celebridades de Hollywood, como Meryl Streep e Kerry Washington.
“Girls Rising mostra a força do espírito humano e o poder da educação para mudar uma menina – e o mundo. Milhões de meninas enfrentam barreiras que os meninos não precisam enfrentar para estudar. Nós podemos ajudar a quebrar essas barreiras, chamando a atenção mundial para os benefícios da educação de meninas e a sua comunidade pode ser um ótimo lugar para começar!”
Ficha técnica
Ano: 2013 – Duração: 101 min.
País: Estados Unidos – Gênero: Documentário
Direção: Richard Robbins
Fotografia: Steven Piet, Nicole Hirsch Whitaker
Trilha Sonora: Lorne Balfe
Projeto: Visão Mundial

Voltar a Brincar (Play Again) – direção: Tonje Hessen Schei (2010)

6. Voltar a Brincar (Play Again)
Sinopse: Quais as conseqüências de uma infância longe da natureza? Seis adolescentes viciados em tecnologia saem em sua primeira aventura selvagem.
Ficha técnica
Ano: 2010 – Duração: 52 min.
País: Estados Unidos – Gênero: Documentário
Direção: Tonje Hessen Schei
Fotografia: James Klatt
Música: Andreas Hessen Schei, Sigur Rós, Kimya Dawson

Do Lado de Fora: Lições de um Jardim da Infância na Floresta (School`s Out: Lessons from a Forest Kindergarten) – direção: Lisa Molomot (2014)

7. Do Lado de Fora: Lições de um Jardim da Infância na Floresta (School`s Out: Lessons from a Forest Kindergarten)
Sinopse: Um ano na vida em um jardim da infância na floresta, na Suíça, onde estar ao ar livre e brincadeiras sem regra são os principais ingredientes.
Ficha técnica
Ano: 2014 – Duração: 36 min.
País: Estados Unidos – Gênero: Documentário
Direção: Lisa Molomot
Trilha sonora: Ted Reichman

Carregadoras de Sonhos – direção: Deivison Fiuza (2010)

8. Carregadoras de Sonhos
Sinopse: ‘Carregadoras de sonhos’ é um filme realista e poético que desconstrói qualquer tentativa de maquiar a realidade da educação pública brasileira nos dias de hoje. O Filme mostra quatro professoras em ação e os obstáculos que eleas enfrentam para conseguir chegar à sala de aula o interior de Sergipe. Coragem, determinação e sonhos, as forças que movem essas quatro educadoras.
Ficha técnica
Ano: 2010 – Duração: 68 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção e roteiro: Deivison Fiuza
Fotografia: Álvaro Rocha
Trilha Sonora: Milton Goulart
* Documentário disponível Aqui!
Biografia
CONCEIÇÃO, Rafaela Rodrigues da.; PAULO, Luciana Hallac. Formação docente, construção identitária e práticas curriculares a partir da análise do filme Carregadoras de sonhos. in: Revista do Difere “Artifícios, v. 1, n. 2, dez/2011. Disponível no link. (acessado em 5.11.2017)

“[…] que narrar e contar algo sobre o mundo, sobre a existência, sobre o outro ou sobre si mesmo, é uma maneira de descrever cenários, reinventar a vida, recriar historias, mas, sobretudo, de recontar eventos, realidades, conflitos, problemas, dúvidas e sentimentos que revelam diferentes versões e perspectivas dos seres humanos.”
– Raimundo Martins, em “Narrativas visuais: imagens, visualidades e experiência educativa”. in: Revista do programa de pós-graduação em arte. Brasília: Editora Brasil, v. 8, n. 1, Jan/Jun, 2009. p. 33.

Pro dia nascer feliz – direção: João Jardim (2007)

9. Pro dia nascer feliz
Sinopse: “Pro Dia Nascer Feliz” é o segundo longa-metragem do diretor João Jardim, diretor do cultuado documentário “Janela da Alma” que, em 2002, bateu recordes de público no gênero. Através de uma investigação do relacionamento do adolescente com a escola – ambiente fundamental em sua formação – o diretor traz à tona, além de questões comuns a qualquer adolescente dentro do ambiente escolar, questões como a desigualdade social e o impacto da banalização da violência no desenvolvimento de muitos desses jovens.
Ficha técnica
Ano: 2007 – Duração: 88 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção e roteiro: João Jardim
Direção fotografia: Gustavo Hadba
* Documentário disponível Aqui!
Biografia
CARDOSO, Romi Leffa; CHERUTI, Luciana Josélia Corrêa; PONTE, Marcia kleemann de.. Pro dia nascer feliz: análise do documentário. in: Revista Educação, Ciência e Cultura, v. 17, n. 2, 2012. Disponível no link. (acessado em 3.11. 2017)

Território do brincar – direção: David Reeks, Renata Meirelles (2015)

10. Território do brincar
Sinopse: Documentário que propõe um passeio pela geografia de gestos infantis, que habitam brincadeiras de diversas regiões brasileiras. Gestos que contam histórias, revelam narrativas, constroem uma linguagem própria do brincar e nos apresentam a nós mesmos. Durante dois anos, o casal de documentaristas Renata Meirelles e David Reeks, viajaram pelo Brasil registrando o brincar universal de meninos e meninas de diferentes realidades.
Ficha técnica
Ano: 2015 – Duração: 90 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: David Reeks, Renata Meirelles
Roteiro: Clara Peltier, Renata Meirelles
Fotografia: David Reeks
Trilha Sonora: Artur Andrés
* Documentário disponível Aqui!

Corrida para lugar nenhum (Race to nowhere) – direção: Vicki Abeles, Jessica Congdon (2009)

11. Corrida para lugar nenhum (Race to nowhere)
Sinopse: “Corrida Para Lugar Nenhum” relata histórias de crianças e adolescentes americanos que foram pressionados ao limite, de educadores preocupados com o desenvolvimentos de alunos e de pais que tentam proporcionar sempre o melhor aos seus filhos. Além disso, o documentário aponta o silêncio epidêmico das escolas dos Estados Unidos, onde a cola se tornou uma prática comum entre os estudantes, doenças relacionadas ao stress e à depressão se fazem presentes e há o encaminhamento de jovens despreparados e desmotivados às universidades.
Ficha técnica
Ano: 2009 – Duração: 85 min.
País: Estados Unidos – Gênero: Documentário
Direção: Vicki Abeles, Jessica Congdon
Roteiro: Vicki Abeles, Jessica Congdon e Maimone Attia
Fotografia: Sophie Constantinou, Mark Smith e Maimone
Trilha Sonora: Mark Adler

Maria Montessori – uma vida dedicada às crianças (Maria Montessori: Una Vita Per i Bambini) – direção: Gianluca Maria Tavarelli (2007)

12. Maria Montessori – uma vida dedicada às crianças (Maria Montessori: Una Vita Per i Bambini)
Sinopse: O filme conta a emocionante história da primeira mulher italiana formada em uma faculdade de medicina e de suas lutas contra o fascismo italiano pela aceitação de seu método de ensino, abordando seus dramas pessoais devido ao filho ilegítimo e aos costumes da época. A médica e professora Maria Montessori foi uma mulher à frente do seu tempo, que dedicou sua vida ao estudo e à pesquisa do mais fundamental e difícil problema do homem: a sua formação.
Ficha técnica
Ano: 2007 – Duração:200 min.
País: Itália – Gênero: Documentário
Direção e roteiro: Gianluca Maria Tavarelli
Trilha Sonora: Marco Betta

Quando sinto que já sei – direção: Anderson Lima, Antonio Lovato, Raul Perez (2014)

13. Quando sinto que já sei
Sinopse: A proposta do documentário Quando Sinto Que já Sei é levantar uma discussão sobre o atual momento da educação no Brasil. Carteiras enfileiradas, aulas de 50 minutos, provas, sinal de fábrica para indicar o intervalo, grades curriculares, conhecimento dividido em diferentes caixas. As escolas, como são hoje, oferecem os recursos necessários para que uma criança se desenvolva ou a transformam em um robô, com habilidades técnicas, mas sem senso crítico?
O projeto surgiu da nossa percepção de que valores importantes da formação humana estão sendo deixados fora da sala de aula. Decidimos explorar novas maneiras de aprender que estão surgindo e se consolidando pelo Brasil, baseadas na participação e na autonomia de cada pequeno ser humano.
Ficha técnica
Ano: 2014 – Duração: 78 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Anderson Lima, Antonio Lovato, Raul Perez
* Documentário disponível Aqui!

Paulo Freire – contemporâneo – direção: Toni Venturi (2006)

14. Paulo Freire – contemporâneo
Sinopse: Um tocante documentário para TV sobre o pensamento e a antropologia do pedagogo Paulo Freire. O filme atualiza Freire, mostrando as experiências educacionais atuais nas mais afastadas regiões do Brasil e como seu revolucionário método de alfabetização vai tirando os excluídos.
Ficha técnica
Ano: 2006 – Duração: 52 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Toni Venturi
Roteiro: Helena Tassara, Sylvia Lohn
Fotografia: Jay Yamashita
* Documentário disponível Aqui!

Tarja Branca – A Revolução Que Faltava – direção: Cacau Rhoden (2014)

15. Tarja Branca – A Revolução Que Faltava
Sinopse: A partir dos depoimentos de adultos de gerações, origens e profissões diferentes, o documentário discorre sobre a pluralidade do ato de brincar, e como o homem pode se relacionar com a criança que mora dentro dele. Por meio de reflexões, o filme mostra as diferentes formas de como a brincadeira, ação tão primordial à natureza humana, pode estar interligada com o comportamento do homem contemporâneo e seu “espírito lúdico”.
Ficha técnica
Ano: 2014 – Duração: 80 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Cacau Rhoden
Roteiro: Marcelo Negri
Fotografia: Janice D’ávila
* Documentário disponível Aqui!

Nunca me sonharam – direção: Cacau Rhoden (2017)

16. Nunca me sonharam
Sinopse: O documentário traça um panorama sobre o ensino médio nas escolas públicas do Brasil sob diferentes pontos de vista, principalmente a partir dos estudantes. Isso é mostrado através de relatos de jovens, professores, diretores de escolas especialistas. O foco é o valor da educação; Os desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive essa realidade.
Ficha técnica
Ano: 2017 – Duração: 90 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Cacau Rhoden
Roteiro: Cacau Rhoden, Tetê Rhoden
Fotografia: Carlos firmino, Janice de Ávila

Esperando Pelo Super Homem (Waiting for Superman) – direção: Davis Guggenheim (2010)

17. Esperando Pelo Super Homem (Waiting for Superman)
Sinopse: O documentário é centrado na crise da educação pública nos Estados Unidos. A história é contada através de várias histórias interligadas a partir de muitos alunos e suas famílias. Os educadores procuram uma solução dentro de um sistema problemático.
Ficha técnica
Ano: 2010 – Duração: 111 min.
País: Estados Unidos – Gênero: Documentário
Direção: Davis Guggenheim
Roteiro: Davis Guggenheim, Billy Kimball
Fotografia: Bob Richman, Erich Roland
Trilha Sonora: Christophe Beck
* Documentário disponível (legendas e português) Aqui!

M’byá Reko Pyguá, A Luz Das Palavras – Direção: Kátia Klock e Cinthia Creatini da Rocha (2012)

18. M’byá Reko Pyguá, A Luz Das Palavras
Sinopse: A sensibilidade do povo Guarani em educar as crianças permanece viva apesar das influências da sociedade contemporânea. Mas os caminhos e esforços dos líderes espirituais e professores indígenas são marcados por dilemas, buscas, encontros e desencontros. Este registro todo gravado em Guarani na Aldeia Yynn Moroti Wherá, em Biguaçu, Santa Catarina, no sul do Brasil, comprova: espiritualidade, simplicidade e verdade são palavras que traduzem “a luz” dos Guarani no seu processo de educação.
Ficha técnica
Ano: 2012 – Duração: 19 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Kátia Klock e Cinthia Creatini da Rocha
Fotografia: Marx Vamerlatti
Trilha Sonora: Indígenas Mbyá Guarani da Aldeia Yynn Moroti Wherá/SC
* Documentário disponível Aqui!

Os desafios do professor do campo – direção: Bárbara Fcamidu (2014)

19. Os desafios do professor do campo
Sinopse: Os professores que trabalham na escola Liôncio S. P. Aquino, zona rural de São Borja, costumam acordar de madrugada e enfrentam mais de 40 km de estradas de chão para ministrar suas aulas. Apesar de tudo isso, esses profissionais gostam de trabalhar nessas escolas e têm um apego especial com seus alunos. “Os desafios do Professor do Campo” procura demonstrar o que motiva esses professores e mostra como é o dia dessas pessoas que trabalham na quietude pampa gaúcho. O documentário foi produzido para a disciplina de Laboratório de Telejornalismo III, ministrada pela professora Sara Feitosa.
Ficha técnica
Ano: 2014 – Duração: 10 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Bárbara Fcamidu
Fotografia: Jeferson Balbueno
Trilha Sonora: Luis Gonçalves
* Documentário disponível Aqui!

Escola Quilombo: Educação cultivada – direção: Evandro Medeiros (2014)

20. Escola Quilombo: Educação cultivada
Sinopse: O Filme “Escola Quilombo: Educação Cultivada” aborda o cotidiano pedagógico e o trabalho docente em uma pequena escola na Comunidade Quilombola Kalunga do Mimoso, em Arraias – TO. Numa perspectiva de ensaio etnográfico, traz narrativas e imagens sobre a vida pessoal e os desafios de ser professor em escolas rurais, enfrentando precariedades materiais e o descaso do poder público.
Ficha técnica
Ano: 2014 – Duração: 50 min.
País: Brasil – Gênero: Documentário
Direção: Evandro Medeiros
Direção Fotografia: Alexandra Duarte
Produzido: Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo (Gepec) e o Observatório da Educação do Campo (Obeduc) do Câmpus de Arraias – Universidade Federal de Tocantins, UFTO./ Co.Inspiração Amazônica Filmes
* Documentário disponível Aqui!

“[…] manifestações orais, escritas, sonoras e visuais que se organizam a partir de uma sucessão de episódios ou ocorrências de interesse humano que integram uma mesma ação. Uma sequência de ideias articuladas através de palavras faladas ou escritas, e/ou através de sons e imagens e condição para que uma manifestação seja reconhecida como narrativa. Sequência e organização são elementos que dão algum tipo de unidade a ideias, falas, frases, sons e imagens que se complementam como narrativa”
– Raimundo Martins, em “Narrativas visuais: imagens, visualidades e experiência educativa”. in: Revista do programa de pós-graduação em arte. Brasília: Editora Brasil, v. 8, n. 1, Jan/Jun, 2009. p. 33.

[…] pensar os cotidianos e erguê-los à condição de espaçostempos
privilegiados de produção da existência e dos conhecimentos, crenças e valores que a ela dão sentido e direção, considerando-o de modo complexo e composto de elementos sempre e necessariamente articulados, implica em não poder dissociar as metodologias em si das situações estudadas por seu intermédio.”
– Inês Barbosa de Oliveira, em “Certeau e as artes de fazer: as noções de uso, tática e trajetória na pesquisa em educação. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa; NILDA, Alves (Org.). Pesquisa no/do cotidiano das escolas: sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2008, p. 51.

Filmes de Educação (lista de sugestões)
:: 25 filmes para pensar e repensar a educação. Acesse AQUI!

Filmes e documentários de educação disponíveis na Netflix
:: 5 filmes no Netflix que retratam a importância da Educação

Deixe nos comentários a sua sugestão e indicação de documentário(s) que não esteja na lista. Grata!

“Gosto de ser gente porque, inacabado, sei que sou um ser condicionado mas, consciente do inacabamento, sei que posso ir além dele. Esta é a diferença profunda entre o ser condicionado e o ser determinado”
– Paulo Freire, em “Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa”. Coleção Leitura. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Revista Prosa Verso e Arte
Literatura - Artes e fotografia - Educação - Cultura e sociedade - Saúde e bem-estar

COMENTÁRIOS